Brasil gerou mais de 216 mil postos de trabalho em abril, revela Caged

Na comparação com abril, houve uma queda de 20,30% no estoque de emprego. Já frente a março, houve uma expansão de 0,57%

SÃO PAULO – No Brasil, foram geradas 216.974 vagas de trabalho em abril, de acordo com os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados nesta quinta-feira (17).

Na comparação com abril do ano passado, houve uma queda de 20,30% no estoque de emprego. Já frente a março de 2012, houve uma expansão de 0,57%.

Nos últimos 12 meses, o País criou 1.713.410 postos de trabalho, o que representa uma alta de 4,64% no contigente de assalariados no Brasil.

PUBLICIDADE

Crescimento setorial
Na análise mensal, os oito setores de atividades econômicas analisados apresentaram crescimento na geração de empregos formais. Em números absolutos, o destaque ficou com Serviços, com 82.875 vagas de trabalho. Porém, a maior variação percentual ficou com a Agropecuária, que registrou alta de 1,41% no número de vagas (+21.916 postos).

Outros destaques do período foram a Construção Civil e Comércio, que apresentaram acréscimo de 40.606 postos de trabalho (+1,36%) e 33.704 (+0,40%).

Em seguida, aparecem a Indústria da Transformação, com alta de 0,37% no número de empregados (+30.318), Administração Pública, com alta de 0,47%, o que representa 3.838 vagas.

Já Serviços Industriais de Utilidade Pública e Extrativa Mineral registraram alta de 0,47% e 0,78%, ou seja 2.062 postos e 1.655, respectivamente.

Análise regional
Ao analisar as regiões, os dados revelam que 21 das 27 unidades federativas apresentaram crescimento na geração de postos de trabalho. Os destaques positivos foram São Paulo (+85.346 postos ou +0,70%), Minas Gerais (+28.886 postos ou +0,71%), Paraná (+20.923 postos ou +0,82%), Rio de Janeiro (+18.541 ou 0,52%), Goiás (+17.146 postos ou +1,54%) e e Rio Grande do Sul (+14.163 postos ou +0,55%).

Considerando as regiões, quatro apresentaram elevação no emprego formal. Em números absolutos, nota-se o seguinte comportamento: Sudeste (+142.612 postos ou +0,69%), Sul (+43.005 postos ou +0,62%), Centro-Oeste (+32.184 postos ou +1,12%) e Norte (4.097 postos ou +0,24%). Já no Nordeste houve queda de 0,08%, ou seja queda 4.924.