Brasil gerou mais de 209 mil postos de trabalho em setembro

No acumulado do ano, foi registrada a criação de 2.079.188 postos de trabalho - um aumento de 5,78%

SÃO PAULO – No Brasil, foram geradas 209.078 vagas de trabalho em setembro, uma expansão de 0,56% frente ao número total de trabalhadores assalariados registrados em agosto, de acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados), divulgados nesta terça-feira (18), pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

No acumulado do ano, foi registrada a criação de 2.079.188 postos de trabalho – um aumento de 5,78%. Nos últimos 12 meses, a variação também foi positiva, de 5,71%, chegando a 2.055.061 vagas de emprego.

Crescimento setorial
Na análise mensal, dentre os oito setores de atividades econômicas, apenas Agricultura apresentou variação negativa no nono mês do ano, de 1,22%, o que resultou em um saldo negativo de 20.874 postos.

PUBLICIDADE

Em números absolutos, o destaque ficou com Serviços, com 91.774 vagas de trabalho. Porém, a maior variação percentual ficou com Construção Civil, que registrou alta de 0,91% no número de vagas (+24.977 postos).

Outro destaque do período foi a Indústria de Transformação, que apresentou acréscimo de 66.269 postos de trabalho (+0,80%). O Comércio foi o terceiro setor que mais gerou emprego no período, ao responder por 42.373 postos de trabalho (+0,52%).

Os demais setores também apresentaram aumentos no número de vagas de trabalho em setembro: em Indústria Extrativa Mineral, houve alta de 0,90% no número de empregados (+1.831 vagas); em Serviços Industriais de Utilidade Pública, alta de 0,26% (+1.014 vagas); enquanto Administração Pública avançou 0,19% (+ 1.714 postos).

Análise regional
Na análise regional, houve saldo positivo do emprego em todas unidades federativas. Em termos absolutos os destaques ficaram para São Paulo (+36.396 postos ou +0,30%), Alagoas (+31.937 postos ou +10,21%), Pernambuco (+27.766 postos ou +2,29%), Rio de Janeiro (+23.903 postos ou +0,68%) e Paraná (+13.157 postos ou +0,53%).

Considerando as regiões, houve crescimento em todas: Nordeste (+89.424 postos ou +1,51%), Sudeste: (+67.107 postos ou +0,33%), Sul (+29.958 postos ou +0,44%), Norte: (+12.377 postos ou +0,76%), Centro-Oeste (+10.212 postos ou +0,36%).

Segundo o Caged, quando analisadas as nove grandes regiões metropolitanas, nota-se alta de 0,55% no nível de emprego, representando a geração de 85.441 postos de trabalho.

PUBLICIDADE

Em termos absolutos, os destaques foram: São Paulo (+25.464 postos ou +0,40%), Rio de Janeiro (+17.718 postos ou +0,66%, o melhor saldo para o mês), Recife (+12.120 postos ou +1,47%, o terceiro melhor desempenho para o mês), Belo Horizonte (+11.043 postos ou +0,72%, o terceiro melhor saldo do período) e Curitiba (+6.008 postos ou +0,58%).