AO VIVO Estrategista-chefe da XP mostra estratégia para quem deseja viver de renda

Estrategista-chefe da XP mostra estratégia para quem deseja viver de renda

Brasil gera mais de 181 mil empregos formais e registra o melhor janeiro da história

O Caged registrou aumento de 0,55% sob o estoque de assalariados formais registrados até dezembro de 2009

SÃO PAULO – No Brasil, foram geradas 181.419 vagas de trabalho no primeiro mês de 2010, de acordo com o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgado nesta quinta-feira (18). O resultado, diz o Caged, é recorde para o mês de janeiro. 

Frente a dezembro, quando o Caged registrou saldo negativo de 415.192 emprego, houve aumento de 0,55% sob o estoque de assalariados formais registrados até aquele mês. 

Em 12 meses, o estoque de assalariados registrou saldo de 1.278.277 vagas, um incremento de 4,01% frente aos 12 meses anteriores.

PUBLICIDADE

De acordo com o Ministério do Trabalho, o resultado vai ao encontro da expectativa do crescimento da economia, para o presente ano, e da meta de criação de dois milhões de postos de trabalho.

Crescimento setorial
Na análise mensal, dentre os oito setores de atividades econômicas, seis apresentaram crescimento na geração de empregos formais no mês passado. Em números absolutos, o destaque ficou com Indústria de Transformação, com alta de 68.920 vagas de trabalho. Porém, a maior variação percentual ficou com a Construção Civil, que registrou aumento de 2,58% no número de vagas (+54.330 postos).

Por outro lado, os setores de Comércio e Administração Pública foram os únicos que registraram variações negativas no número de vagas. No primeiro caso, houve saldo negativo de 6.787 postos, uma retração de 0,09% no número de empregados. Já em Administração Pública, o recuo foi de 0,10%, com saldo negativo de 806 postos de trabalho.

Os demais setores registraram aumentos no número de vagas de trabalho em janeiro: Indústria Extrativa Mineral registrou um aumento de 0,70% no número de empregados (+1.192 vagas), Serviços Indústriais de Utilidade Pública sofreram aumento de 0,72% (+2.538 vagas), bem como o setor de Serviços, que apresentou alta de 0,44% no estoque de trabalhadores (+57.889 vagas). O segmento de Agropecuária também registrou aumento, de 0,28%, e fechou o primeiro mês de 2010 com saldo positivo de 4.413 vagas.

Análise regional
Ainda segundo os dados do Caged, na análise regional, houve saldo positivo do emprego em 24 das 27 unidades federativas. Apenas Acre, Ceará e Alagoas apresentaram variação negativa em janeiro, de 0,33%, 0,25% e 0,30%, na ordem. Nesses estados, o saldo de empregos ficou negativo em 202 vagas, 2.254 vagas e 913 vagas, respectivamente.

No restante do País, houve aumento do número de vagas criadas, com destaques para São Paulo (+51.159 ou 0,48% de expansão), Minas Gerais (+20.492 vagas ou 059%) e Santa Catarina (+19.290 ou 1,19%).

Considerando as regiões, nenhuma registrou variação negativa, com as seguintes altas: Norte (+7.021 ou 0,50%), Nordeste (+18.397 postos ou 0,36%), Sudeste (+76.652 vagas ou 0,44%), Sul (+52.078 ou 0,86%) e Centro-Oeste (+24.271 ou 1%).