Brasil é o terceiro país em contratar trabalho temporário no mundo

Entre mais de 50 países, os Estados Unidos está em primeiro lugar no ranking e em segundo lugar aparece a África do Sul

Business consultancy

SÃO PAULO – O Brasil é o terceiro maior contratante de trabalho temporário do mundo, com média de 965 mil contratações diárias. É o que mostra o estudo The Agency Work Industry Around The World deste ano, realizado pela Ciett (Confederação Internacional de Trabalho Temporário e Terceirização) e divulgado pela Sindeprestem (Sindicato das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário do Estado de São Paulo).

A pesquisa com mais de 50 países, aponta ainda que há 10,4 milhões de temporários no mundo. Os Estados Unidos está em primeiro lugar no ranking, com cerca de 2,58 milhões de contratados temporários. Em segundo lugar, aparece a África do Sul, com mais de 967 mil trabalhadores. O Japão está em quarto, com 960 mil.

No Brasil, o trabalho temporário é regulamentado por lei e pode ser utilizado para substituir a mão de obra efetiva, como por exemplo, por afastamento médico ou férias, ou para suprir demandas excedentes em datas comemorativas, como Páscoa e Dia das Mães.

PUBLICIDADE

Primeiro emprego
Segundo a 5ª Pesquisa Setoral da Sindeprestem/Asserttem, mais de 12% das vagas abertas pelo setor são preenchidas por profissional que já tenham experiência por meio do trabalho temporário.

Para aumentar esse indicador, uma vez que os trabalhadores temporários já têm os mesmos direitos de um profissional efetivo, o Sindeprestem junto à Câmara dos Deputados têm atuado para atualizar a Lei 6.019/74 para incluir o primeiro emprego como motivo justificador de contratação.

“Pretendemos que mais jovens sejam contratados como temporários, pois além de ser emprego formal e de qualidade, o salário pago é o mesmo dos funcionários efetivos da empresa contratante e há chance de adquirir experiências diversas e construir uma carreira profissional”, diz o presidente do Sindeprestem,Vander Morales.