Brasil criará 1,5 milhão de empregos em 2010, diz ministro da Fazenda

"Brasil caminha com as próprias pernas", declarou Guido Mantega no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Brasil deve criar 1,5 milhão de empregos neste ano, segundo as expectativas do ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Em entrevista à Agência Brasil em Davos, na Suíça, onde participou do Fórum Econômico Mundial, Mantega afirmou que, em 2009, o mundo perdeu 27 milhões de empregos e, portanto, houve aumento do desemprego em todo o mundo.

Destaque na crise
“O Brasil, em ano de crise, foi um dos poucos que criou novos empregos. E será um dos países que mais vão gerar emprego em 2010. Com o crescimento que vamos ter, vamos criar mais de 1,5 milhão de empregos”, declarou.

Aprenda a investir na bolsa

O ministro se refere à previsão de crescimento de 5% da economia brasileira para este ano. Ele e o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, apresentaram a investidores e empresários uma análise macroeconômica do País, sobre o crescimento do emprego e aumento da renda e do consumo.

“Não faltarão investidores indo para o Brasil, porque o país demonstra, cada vez mais, que reúne condições muito atraentes. É um país seguro, sólido, que cresce de forma sustentável e oferece oportunidades para todos e também para os estrangeiros”.

IPI
Mantega disse ainda que o Brasil não precisará de incentivos como a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para automóveis, eletrodomésticos e materiais de construção. Devem permanecer os incentivos fiscais para os investimentos. “A economia brasileira caminha com as próprias pernas”, declarou.