Brasil carece de leis de igualdade salarial entre homens e mulheres

Para especialista em mercado de trabalho, salário igual entre ambos os sexos estimula crescimento profissional

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A diferença de salários entre homens e mulheres não é um problema vivenciado somente no Brasil. No dia 29 de janeiro deste ano, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assinou uma lei que prevê igualdade de salários, assumindo que as diferenças de tratamento existem no território norte-americano.

Chamada de Lei do Salário Justo Lully Ledbetter, a nova norma leva o nome de uma supervisora da fábrica de pneus Goodyear Tire & Rubber, no Alabama. A profissional descobriu, após 15 anos de trabalho, quando estava próxima da aposentadoria, que recebia 40% menos do que um colega na mesma posição.

“Fica claro que o problema da distinção salarial entre sexos não é exclusivo do Brasil. A diferença é que aqui uma medida na dimensão da americana ainda não foi tomada. Ano após ano, vemos órgãos de pesquisa lançarem números que mostram o quão injusto é o mercado de trabalho para a mulher”, afirmou o especialista em Mercado de Trabalho, Renato Grinberg.

Aprenda a investir na bolsa

Em relação ao Brasil, Grinberg citou dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) que mostram que, apesar do crescimento de 11,3% da renda da população entre 2003 e 2008, as mulheres receberam no período 70% do salário dos homens.

Executivas são vantajosas

Ele ainda indicou pesquisa realizada pela ONG Catalyst, que mostrou que empresas que investem em mulheres têm retorno 66% maior do que as que investem pouco na mão-de-obra feminina. “Qualidades como flexibilidade, paciência e até mesmo a intuição garantem os resultados positivos encontrados na pesquisa da ONG”, indicou.

De acordo com ele, os dados mostram que apostar em executivos pode ser vantajoso para o sucesso da companhia. “Dessa forma, entendo que o caminho é abrir espaço para que os talentos femininos possam crescer profissionalmente, reconhecendo que, para isso, um salário igual entre ambos os sexos é fundamental e serve como estímulo”.

Dentre as características femininas que se destacam no mercado de trabalho, ele indicou capacidade de liderança e de resolver mais de um problema ao mesmo tempo. “Credito isso principalmente à dupla jornada, porque mesmo quando estão no trabalho, as mulheres não podem se desligar por completo da família”.