Brasil: 76,71% acessam vídeos na internet sobre sua profissão

No ranking dos que mais assistem vídeos, o Brasil está em terceiro lugar, perdendo apenas para a Venezuela e Colômbia

SÃO PAULO – Um estudo realizado pela IDC Consultoria revelou que 76,71% dos profissionais brasileiros assistem vídeos on-line relacionados à sua profissão, contra 23,29% que não acessam este tipo de conteúdo.

O levantamento analisou seis países da América Latina. No ranking dos que mais assistem vídeos, o Brasil está em terceiro lugar, perdendo apenas para a Venezuela (80,88%) e Colômbia (77,78%). Em seguida aparecem o México (74,44%), Chile e Argentina (67,09%).

América Latina
No geral, 74,7% dos latino-americanos veem vídeos na internet. Na comparação com a pesquisa do ano passado, houve alta de 4,7%.

PUBLICIDADE

Para a gerente de marketing da IDC América Latina, Luciana Sario, os resultados evidenciam que muitos países podem se beneficiar de vídeos on-line para B2B.

Benefícios
Ela explica que existem vários benefícios para que o vídeo on-line aproxime os usuários do mundo B2B, em particular produtos e serviços de TI, já que esses são mais complexos do que outros e requerem mais explicações.

“Ao invés de o usuário precisar ler várias páginas de texto para obter a mensagem sobre um produto, o vídeo fornece informações e explica de forma rápida e clara o assunto em questão”, acrescenta.

Além disso, ela afirma que estudos recentes têm mostrado que usuários de TI reenviam estes vídeos aos colegas para compartilhar a mensagem, o que ajuda a aumentar a vitalidade da informação de forma significativa.