Brasil: 4,5 mil jovens conseguiram primeiro emprego com o Dia das Mães

Para a Asserttem, a não exigência de experiência por parte das empresas incentiva um ambiente propício ao primeiro emprego

SÃO PAULO – O comércio varejista brasileiro empregou 4,5 mil jovens para o Dia das Mães. Segundo a Asserttem (Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e Trabalho Temporário), estes profissionais têm algo em comum: estão em situação de situação de primeiro emprego.

Para a presidente da associação, Jismália de Oliveira Alves, a não exigência de experiência profissional por parte das empresas incentiva um ambiente propício ao primeiro emprego, “com remuneração adequada e direitos trabalhistas”.

Em média, a remuneração foi de R$ 900, em uma faixa salarial entre R$ 700 e R$ 1.600, com direito a vale-transporte e vale-refeição.

PUBLICIDADE

Perfil do profissional
Em relação ao profissional temporário, os dados revelam que as pessoas entre 18 e 39 anos ficaram com a maioria das vagas disponibilizadas (60%). Os homens preencheram 55% destas vagas de emprego.

Em geral, o Dia das Mães empregou 56 mil trabalhadores como temporários no Brasil. Destes, 26 mil foram selecionados para a Páscoa e tiveram seus contratos prorrogados até o Dia das Mães. As efetivações somaram cerca de 5,6 mil, ou seja, 10% do total.