[Braduni] Aumento de salário: como agir na primeira negociação com seu chefe

Evite a precipitação, mesmo que a sua situação financeira esteja complicada; estratégia é a palavra de ordem nessa hora!

Aprenda a investir na bolsa

O seu bolso está em crise e sua esperança agora é pedir um aumento de salário para acomodar a situação? Pois tenha consciência de que é preciso resistir ao impulso de resolver às pressas seus problemas financeiros, agir com critério… e com muita estratégia! Pense, antes de tudo, no momento ideal para isso.

Quando pedir um aumento?

Antes de marcar uma hora com seu chefe para discutir esse tema, é preciso que você esteja numa situação favorável para pedir um aumento. A equipe deve estar satisfeita com seu desempenho e a empresa não pode estar passando por maus bocados. Caso contrário, você corre o risco de, além de não conseguir o aumento, ainda perder o emprego.

Primeiro, é preciso que você avalie o seu trabalho de uma forma neutra. Ou seja: coloque-se na posição de um avaliador e observe o que você tem feito e que resultados tem obtido.

Aprenda a investir na bolsa

Verifique se, nos últimos seis meses, cumpriu as metas que lhe foram estabelecidas. Na condição de avaliador, como você definiria seu trabalho, entre as seguintes opções: excelente, bom, regular ou insatisfatório? Este já é um grande passo para você tomar sua decisão.

Quando foi sua última promoção?

Procure lembrar quando foi sua última promoção. Você a pediu? Faz muito tempo? Em que circunstâncias isso ocorreu?

Caso trabalhe na empresa há poucos meses, leve isso também em consideração. O objetivo é verificar se você tem motivos realmente para estar descontente, ou se está procurando a alternativa mais fácil para resolver seus problemas financeiros.

Faça uma pesquisa salarial “caseira”, ou seja, observe como o seu cargo é remunerado no mercado. Não adianta pedir algo em seu emprego que não está dentro da realidade.

Questão de relacionamento

Outro ponto importante: como vai o seu relacionamento no local de trabalho? Aí se deve incluir os colegas de sua equipe, mas, principalmente, focar no relacionamento com outros departamentos e com sua supervisão.

Mais um detalhe: a situação financeira da empresa é boa? Dependendo do porte, talvez você não tenha acesso, oficialmente, a este tipo de informação. Porém, este é um ponto onde você poderá usar sua percepção e, desta forma, avaliar se a hora é boa ou não para esta conversa.

Promoção por quê?

PUBLICIDADE

Ninguém chega do nada e pede ao seu chefe um aumento. É preciso estabelecer um ambiente propício e bons argumentos para isso.

Portanto, ensaie o seu “discurso” e justifique o merecimento do aumento. Valorize seu trabalho, porém sem enaltecê-lo demais. Se há algum problema pessoal envolvido, apenas mencione o fato, sem se estender demais nisso, a não ser que ele lhe peça detalhes.

Em geral, aumentos de salário estão ligados a mudanças de cargo ou de área. Um salário mais alto implica em novas responsabilidades e numa carga horária mais intensa. E não basta ter um bom relacionamento com o chefe para garantir um lugar melhor dentro da empresa. O ideal é mostrar competência, melhorar o currículo através de cursos e programas de treinamento, sem esquecer de fazer uma boa política com as pessoas certas.

Diante do resultado, cuidado com as finanças!

Caso consiga um aumento de salário, cuidado. Se você tem um perfil de gastar mais do que deve, essa situação pode se agravar… afinal, o fato de ter mais, pode fazê-lo consumir mais!

Portanto, comece logo a planejar suas finanças. Organize suas receitas e seus gastos e mantenha tudo sob controle. Tenha como objetivo manter seus compromissos financeiros em dia e cultive o hábito de poupar. Assim, poderá dar os primeiros passos na realização de muitos sonhos!

Se o aumento não vier, não desanime! Pense em outras formas de recuperar o seu bolso. Uma boa alternativa é, com todas as despesas listadas numa planilha, começar a cortar os gastos extras. Você perceberá a diferença em seu orçamento. Boas contas!