Book ou portfólio: veja diferenças e como apresentá-los!

Enquanto um engloba apenas uma atividade realizada ao longo da carreira, o outro lista os trabalhos mais importantes

SÃO PAULO – Considerados documentos importantes na vida profissional, como o currículo, o book e o portfólio devem ser mais explorados pelas pessoas que buscam uma colocação no mercado de trabalho. Mas, para isso, é preciso entender a diferença entre os dois e quando usá-los.

Segundo a consultora da empresa de recolocação profissional Catho, Gláucia Santos, enquanto o primeiro engloba apenas uma atividade realizada ao longo da carreira, o outro lista os trabalhos mais importantes.

Conteúdo atrativo

Ambos são vistos como uma forma alternativa de mostrar trabalhos feitos em outras empresas, mas devem vir cheios de atratividades. Se houver muitos números, por exemplo, escolha um gráfico. Para falar sobre um evento, opte por uma foto.

“As atividades expostas no book e no portfólio devem ser selecionadas de acordo com a área em que se pretende atuar. Depois disso, escolha, dentre todas, aquelas que chamam mais atenção”, disse a consultora.

Como apresentar?

Para quem pretende entregar um book ou portfólio, a melhor dica é fazê-lo pessoalmente ou correrá o risco do selecionador sequer ver o conteúdo. As possibilidades de apresentação são a impressa e a apresentação de slides, esta última entregue em CD.

Neste caso, dicas valiosas são tomar cuidado com erros de português, entregar um material limpo e fácil de manusear e colocar o mais interessante nas primeiras páginas, já que serão as vistas com mais atenção.

Áreas de atuação

De acordo com Gláucia, o portfólio é mais comum para quem trabalha na área de publicidade, devendo mostrar os trabalhos realizados ao longo da carreira, para pessoas da área acadêmica, que possuem artigos e pesquisas, além de profissionais de divulgação de serviços.

Por outro lado, um arquiteto, segundo Gláucia, pode descrever todo um projeto de um empreendimento em um book. Pode colocar as etapas detalhadas, desde o lado financeiro até as idéias criativas.