Dinheiro

Bônus pagos a presidentes e CEOs somam R$ 1,6 milhão

Pesquisa mostra que o valor pago registrou queda de 27%, no comparativo com o ano passado

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O salário base de CEOs (Chief Executive Officer) e presidentes cresceu 7,3% entre 2011 e 2012. A movimentação salarial dos demais cargos executivos avançou 6,7%, segundo estudo Hay Group de Remuneração Executiva no mercado brasileiro.

A pesquisa mostra que entre maio de 2011 e maio de 2012, os incentivos de curto prazo, que são os programas de bônus, participação nos lucros ou resultados e gratificações, pagos aos CEOs e presidentes somaram R$ 1,608 milhão, queda de 27%, no comparativo com o valor pago em 2011, R$ 2,214 milhão.

Planos de incentivo
Este estudo aponta que 68% das empresas possuem planos de incentivos de longo prazo, que são os programas que remuneram em um período superior a 12 meses, mantendo o mesmo valor de 2011, sendo que 50% das empresas que concedem ILP são de capital estrangeiro.

PUBLICIDADE

A pesquisa mostra que em relação aos Incentivos de Curto Prazo Pago (ICP), ocorreu uma queda média de 16%.

Sobre o estudo
O estudo Hay Group de Remuneração Executiva 2012, ouviu 5.205 executivos, 312 empresas,  47 cargos executivos e seis macro setores da economia: indústria de base, indústria geral, serviço, infraestrutura, comércio e varejo e agronegócio.