STOCK PICKERS Pedro Chermont e Hulisses Dias falam sobre as lições de Warren Buffett que podemos aplicar nesta crise; assista

Pedro Chermont e Hulisses Dias falam sobre as lições de Warren Buffett que podemos aplicar nesta crise; assista

Bancos

Bancos oferecem reajuste de 8% e bancários decidem hoje se greve acabará

A paralisação é completa 23 dias hoje e é maior desde 2004

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Após a reunião com a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), os bancários irão decidir nesta sexta-feira durante assembleia se acabarão com a greve. A paralisação é completa 23 dias hoje e é maior desde 2004.

A proposta oferecida pela Federação é de reajuste salarial de 8%, o que representa um ganho real de 1,82%. O reajuste do piso salarial é de 8,5%, com ganho real de 2,29%. Também foi proposto que os trabalhadores em greve compensassem os dias parados, com isso eles trabalharão uma hora a mais por dia até dia 15 de dezembro.

A presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, Juvandia Moreira, explicou que o aumento real de 1,82% é maior do que a media dos aumentos reais dos bancários desde 2004. Com isso, em 10 anos os bancários irão acumular 18,33% de ganho real nos salários e 38,7% nos pisos.

PUBLICIDADE

“O Comando avalia que a proposta tem avanços nas principais reivindicações dos bancários e vamos indicar a aprovação em assembleias”, finalizou.