Bancários da Caixa encerram greve, depois de 28 dias de paralisação

Em assembleia, os bancários decidiram aceitar a proposta que prevê, entre outras coisas, reajuste salarial de 6%

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os bancários da Caixa Econômica Federal decidiram encerrar, nesta quinta-feira (21), a greve iniciada há 28 dias.

Em assembleia, os bancários decidiram aceitar a proposta que prevê reajuste salarial de 6%, sendo 1,5% de aumento real, Participação nos Lucros e Resultados (PLR) que varia entre R$ 4 mil e R$ 10 mil, contratação de 5 mil bancários e abono de R$ 700, distribuído linearmente entre todos os trabalhadores na folha de janeiro.

Nova proposta

Aprenda a investir na bolsa

A Caixa apresentou, na noite da terça-feira (20), nova proposta, diante da mobilização dos trabalhadores e da persistência do Comando Nacional dos Bancários para que as negociações fossem retomadas.

“A greve forte, além de arrancar aumento real de salários pelo sexto ano consecutivo, PLR mais justa e melhores condições de trabalho por meio da contratação de 5 mil bancários, demonstrou que os trabalhadores da Caixa são mobilizados e organizados o suficiente para dar continuidade aos avanços também em relação à igualdade de direitos e Plano de Cargos Comissionados”, disse Luiz Cláudio Marcolino, presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e membro do Comando Nacional dos Bancários.