STOCK PICKERS Pedro Chermont e Hulisses Dias falam sobre as lições de Warren Buffett que podemos aplicar nesta crise; assista

Pedro Chermont e Hulisses Dias falam sobre as lições de Warren Buffett que podemos aplicar nesta crise; assista

Fim da greve

Bancários aceitaram proposta e bancos funcionarão na segunda-feira

A categoria terá reajuste de 8%, com ganho real de 1,82% e os pisos serão reajustados em 8,5%,

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Os bancários aceitaram a proposta da Fenaban (Federação Nacional do Bancos) e voltaram as atividades na segunda-feira (14). A greve durou 23 dias, a maior desde 2004.

Segundo o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, a categoria terá reajuste de 8%, com ganho real de 1,82% e os pisos serão reajustados em 8,5%, com ganho real de 2,29%.

“Os bancários têm muitos motivos para comemorar. Conseguimos avançar numa campanha em que os bancos, desde o início, alegavam não ter condição de aumentar os ganhos dos trabalhadores”, disse a a presidente do Sindicato, Juvandia Moreira.

PUBLICIDADE

O sindicato afirma ainda que a mobilização garantiu pelo décimo ano seguido aumento real para os salários, acumulando ganhos de 18,33% nos salários e 38,7% nos pisos.

Os trabalhadores terão também de compensar em no máximo uma hora por dia até 15 de dezembro.