De volta ao trabalho

Bancários aceitam proposta salarial e encerram greve nesta quinta-feira

Fenaban apresentou ao Comando Nacional dos Bancáriosa proposta de elevar o reajuste salarial de 6% para de 7,5%

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em assembleia realizada na quarta-feira (26), os bancários decidiram encerrar a greve que durava desde o dia 18 de setembro, nos bancos privados e no Banco do Brasil. Somente a Caixa Econômica não aceitou a proposta e mantém a paralisação.

Com isso, os bancários de bancos privados e do BB de capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba e Campo Grande e Estados como Piauí, Mato Grosso, Acre, Rondônia, Roraima e Alagoas, dentre outros, voltam ao trabalho nesta quinta-feira (27).

Conquistas 
A Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) apresentou ao Comando Nacional dos Bancáriosa proposta de elevar o reajuste salarial de 6% para de 7,5% (aumento real de 2%), alta de 8,5% no piso salarial e no auxílio-refeição e alimentação, que representa aumento real de 2,95%.

PUBLICIDADE

A proposta também reajusta em 10% o valor fixo da regra básica e no limite da parcela adicional da PLR (Participação nos Lucros e Resultados).

Os dias parados não poderão ser descontados dos bancários. A Fenaban propõe que os dias sejam compensados até 15 de dezembro, de segunda a sexta (exceto feriados), em no máximo de duas horas por dia.