Auditores fiscais voltam ao trabalho no próximo dia 12

A decisão foi tomada em assembléia na última quinta-feira (8), porém greve pode voltar em junho se negociações não ocorrerem como esperado

SÃO PAULO – Os auditores fiscais decidiram voltar ao trabalho na próxima segunda-feira (12) e suspender a greve até o dia 1º de junho em caráter nacional. A decisão foi tomada em assembléia na última quinta-feira (8), após reunião com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, ocorrida na terça-feira (6).

De acordo com Pedro Delarue, presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil, a partir de segunda-feira os trabalhos serão retomados normalmente. Contudo, se o governo tiver interesse na aceleração dos trabalhos, para que o fluxo, no que se refere ao represamento de cargas, volte ao normal, isso ficará sujeito a um acordo.

“Se tivermos que trabalhar mais para compensar o tempo que não trabalhamos, então vai ter que haver uma compensação de horas, (que seria) não descontar os dias que ficamos parados”.

A greve

PUBLICIDADE

Em greve desde o dia 18 de março, a paralisação causa transtornos a outros setores, que não conseguem liberar matéria-prima para a fabricação de seus produtos, já que muitos caminhoneiros estão parados em barreira.

A categoria reivindica
reajuste salarial, subsídio como forma de remuneração, e redução da distorção na tabela de vencimentos.

Caso as negociações não prossigam como esperam os sindicalistas, a greve poderá ser retomada após 1º de junho.