Esteja preparado

As habilidades que vão fazer você ser contratado em 2017

Vale a pena ficar atento às competências que estão em alta no mundo

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O LinkedIn divulgou o Global Top Skills 2016, estudo que analisa as tendências globais do mercado de trabalho e mapeia as habilidades mais procuradas por empregadores na hora de contratar novos funcionários.

De acordo com o relatório, a demanda por funcionários de marketing caiu em comparação com o ano anterior, uma vez que a quantidade de mão de obra conseguiu alcançar a demanda por profissionais com conhecimentos em gerenciamento de campanha e SEO/SEM.

Com relação ao setor de tecnologia, este permanece entre as primeiras posições na maioria dos países, como França, Alemanha, Estados Unidos e Espanha. “As habilidades de dados e nuvem estão em grande demanda, porque estão na vanguarda da tecnologia. Os empregadores precisam de funcionários com conhecimento em nuvem, computação distribuída, análise estatística e mineração de dados para se manterem competitivos no mercado”, afirma a empresa.

PUBLICIDADE

Outra habilidade que se valorizou muito nos últimos anos é o design de interface de usuário, que é o desenvolvimento de computadores, softwares e sites com foco na experiência e interações do usuário. Segundo o LinkedIn, essa habilidade ocupou o 14º lugar em 2014, 10º ano passado e nesse ano, ocupa a 5ª posição. “Os dados têm sido fundamentais para muitos produtos, criando uma demanda por pessoas que saibam trabalhar com o design de interface de usuário, que conseguem fazer com que esses produtos sejam mais fáceis e acessíveis para a utilização do consumidor”.

O levantamento ranqueou as competências globais mais procuradas, assim como, as mais buscadas em 14 países; o Brasil é um deles. Os números ao lado representam a quantidade de posições que a habilidade subiu ou caiu em relação ao relatório divulgado em 2015.

Confira o ranking de habilidades mais procuradas em nível global:

1- Nuvem e computação distribuída (0)

2- Análise estatística e mineração de dados (0)

3- Arquitetura de web e desenvolvimento de framework (+6)

PUBLICIDADE

4- Integração de sistemas e Middleware (+1)

5- Design de interface de usuário (+5)

6- Segurança de rede e da informação (+1)

7- Desenvolvimento mobile (-1)

8- Apresentação de dados (não analisado em 2015)

9- Marketing SEO/SEM (-5)

10- Sistemas de armazenamento e de gestão (-2)

 

No Brasil, por sua vez, são essas as tendências para o próximo ano:

1- Análise de estatística e mineração de dados (0)

2- Arquitetura da web e desenvolvimento de framework (+3)

3- Desenvolvimento mobile (-1)

4- RH: benefícios e compensação (+5)

5- Sistemas de armazenamento e de gestão (-1)

6- Desenvolvimento de negócios e gerenciamento de relacionamentos (+15)

7- Software: QA (Quality Assurance) e teste do usuário (-4)

8- Integração de sistemas e Middleware (-2)

9- Design de interface do usuário (não analisado em 2015)

10- Segurança de rede e da informação (-2)