Arubaito: como se preparar para trabalhar no Japão na virada do ano

Quem está pensando em ir ao arquipélago aproveitar a boa fase da economia já deve começar a providenciar a documentação

SÃO PAULO – O fim do ano está chegando e, com ele, a temporada de empregos temporários. Como o período coincide com as férias escolares, é comum que estudantes brasileiros aproveitem a época para trabalhar no Japão.

As empresas japonesas abrem vagas nesse perfil, em sua grande maioria nas linhas de produção das indústrias, entre dezembro e março do ano seguinte e o salário fica, em média, entre ¥ 200 mil e ¥ 300 mil, o que gira em torno de R$ 3,6 mil a R$ 5,4 mil.

Pré-requisitos

Para poder fazer o arubaito, é preciso ser descendente de japoneses, ter entre 18 e 30 anos de idade e estar matriculado em alguma escola ou faculdade. Quem se encaixa nos requisitos e está pensando nessa opção já deve começar a se preparar.

PUBLICIDADE

Isso porque a emissão do visto de trabalho para imigrantes está demorando mais neste ano: enquanto em 2005 a espera era de apenas uma semana, agora é de um mês.

Também é preciso obter o certificado de antecedentes criminais, provando que tem a ficha limpa, o passaporte em dia e o koseki tohon, como é chamado o documento que comprova a descendência japonesa.

Preparação psicológica

Além disso, não se pode deixar de lado a preparação psicológica. Por exigirem esforço físico, os trabalhos são puxados, bem como a rotina: no Japão, a semana útil tem seis dias, um a mais que o Brasil.

É importante ter um objetivo definido na cabeça antes de ir para não desistir fácil.