AO VIVO Por Dentro dos Resultados: CEO da GPC divulga e comenta os resultados da empresa no 3º trimestre

Por Dentro dos Resultados: CEO da GPC divulga e comenta os resultados da empresa no 3º trimestre

Área comercial “puxou” contratações em outubro, revela assessoria em RH

O setor empregou 1.130 trabalhadores das 3.185 vagas criadas no mês; área industrial tem a segunda maior participação

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A área comercial foi responsável pela geração de 35,48% das 3.185 vagas de emprego que surgiram no País em outubro (+14,2%). Em números absolutos, são 1.130 colocações preenchidas, alta de 42,86% em relação a setembro.

Na seqüência aparece o setor Industrial com participação de 18,96% nas vagas ocupadas; o Financeiro (14,79%); Tecnologia da Informação (11,55%); Administrativa (7,88%); Recursos Humanos (5,53%); Compras/ Logística/ Suprimentos (4,68%); e a área Jurídica (1,13%).

Os dados são de um levantamento realizado pela Manager Assessoria em Recursos Humanos.

Engenheiros são maioria

Aprenda a investir na bolsa

No que se refere aos profissionais, a pesquisa revela que os que atuam na área de Engenharia continuam ocupando o maior número de vagas. No mês de outubro, eles foram responsáveis por 27,87% das ocupações. Os administradores também estão entre os mais solicitados, respondendo por 21,64% do total de vagas.

Em seguida estão os profissionais de Tecnologia da Informação (17,33%); Ciências Contábeis (10,79%); Economia (8,75%); Publicidade, Propaganda e Marketing (2,61%); Psicologia (2,72%); Direito (2,01%); Comunicação (1,09%); Comércio Exterior (1,06%); e outras (4,13%).

Ainda nesta mesma análise, os cargos de gerência foram responsáveis pelo maior número de ocupações. Eles responderam por 42,89% das vagas disponíveis no mês de outubro. Já a alta gerência ficou com 20,90% e os assistentes e analistas com 36,21%.

Empresas exigem um segundo idioma

O fato não é mais novidade: falar um segundo idioma pode ser o passaporte para ingressar em uma empresa. E se o idioma falado for o inglês, melhor ainda.

A pesquisa mostrou que do total de vagas disponíveis, 89,32% exigiam a fluência deste idioma. Logo em seguida estão o espanhol e alemão (1,04% cada). Já 1,13% das vagas exigiam um outro idioma sem, contudo, especificá-lo.