Área comercial foi a que mais contratou em fevereiro, diz consultoria em RH

De acordo com pesquisa, demanda por profissionais no setor concentrou 10,6% das oportunidades no último mês

SÃO PAULO – Em fevereiro de 2012, o setor comercial foi o que mais ofereceu empregos, segundo um levantamento mensal realizado pela consultoria Ricardo Xavier Recursos Humanos.

De acordo com as informações divulgadas nesta quarta-feira (7), o segmento em questão concentrou cerca de 10,6% das oportunidades.

Na sequência, destacaram-se áreas como engenharia, com 9,7% das vagas, e administrativa, com 7%. Já o setor financeiro alcançou a quarta posição, registrando 5,9% da demanda por profissionais.

PUBLICIDADE

Graduações em destaque
No quesito graduação, engenharia manteve a liderança dos últimos meses dentre os profissionais mais procurados no período, com participação de 23,16%.

Também se destacaram, no segundo mês do ano, as graduações de Administração (15,57%), Ciências Contábeis (7,65%), Economia (5,53%), Propaganda/ Publicidade e Marketing (2,19%) e Direito (2,05%).

Números gerais
Ainda conforme o levantamento da Ricardo Xavier, que abrange São Paulo (capital e Grande SP), Campinas, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre e Salvador, a localidade que mais abriu vagas no mês de fevereiro foi São Paulo, com 36,32% das oportunidades.

Campinas apareceu na segunda colocação, com 25,66%, sendo seguida por Salvador (17,64%), Belo Horizonte (8,96%), Rio de Janeiro (6,23%) e Porto Alegre (5,19%).

Ao todo, a Ricardo Xavier Recursos Humanos registrou a abertura de 1.060 novas posições no mês de fevereiro – número 34,92% inferior ao registrado em janeiro e 29,94% menor ao registrado em fevereiro do ano passado.

“Com menos dias e um feriado prolongado, era de se esperar um número menor de vagas.No entanto, a queda foi muito significativa e sugere que as empresas estão mais cautelosas. Ainda assim, é cedo para afirmar que o mercado entrará em retração.  Por enquanto, acredito que o declínio na geração de vagas será algo momentâneo e que a situação volte a ser favorável nos próximos meses”, declarou o diretor-feral da consultoria, João Xavier.

PUBLICIDADE

O estudo informa que as empresas brasileiras abriram 75,47% das novas oportunidades de emprego, sendo o restante das vagas oferecidas por multinacionais.