Administração, pedagogia e direito são os cursos que mais formaram jovens bolsistas do ProUni

Secretaria de Educação Superior divulga ranking com as dez graduações que mais formaram profissionais

SÃO PAULO – As graduações de administração, pedagogia, direito, enfermagem e ciências contábeis foram as que mais formaram profissionais bolsistas do ProUni (Programa Universidade para Todos), de acordo com levantamento divulgado nesta semana pela Sesu (Secretaria de Educação Superior), do MEC (Ministério da Educação).

No ranking dos dez cursos que mais tiveram bolsistas formados, aparecem ainda os cursos de educação física, gestão de recursos humanos, fisioterapia, ciências biológicas e farmácia.

De acordo com o MEC, nestes últimos seis anos de atuação, o ProUni contabilizou a formação de 174,5 mil profissionais. A oferta de bolsas de estudo, no entanto, já beneficiou cerca de 464,5 mil pessoas. “Desse grupo de formados, 324 são médicos; 40,5 mil concluíram uma licenciatura e 23,4 mil obtiveram diplomas de administradores”, informa o MEC.

PUBLICIDADE
Os dez cursos que mais formaram profissionais
RankingCursoFormados
1Administração23.729
2Pedagogia13.856
3Direito11.263
4Enfermagem7.737
5Ciência Contábeis7.454
6Educação Física5.822
7Gestão de Recursos Humanos4.589
8Fisioterapia3.785
9Ciências Biológicas3.355
10Farmácia2.876

Rivalidade
Para o secretário de educação superior do Ministério da Educação, Luiz Cláudio Costa, a procura pelo ProUni nos processos seletivos rivaliza com a do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que seleciona estudantes para as instituições federais de Ensino Superior.

De acordo com os dados, apenas no primeiro semestre deste ano, cerca de 1,08 milhão de candidatos concorreram a vagas do Sisu e 1,04 milhão, do ProUni. “Dos 1,04 milhão de estudantes, 508,9 mil optaram por disputar vagas na graduação apenas pelo ProUni”, informa Costa.

Inclusão social
Na avaliação do secretário, o programa é importante para o País, principalmente por promover a inclusão de uma classe social menos favorecida. “Alguns alunos são os primeiros membros de suas famílias, em muitas gerações, a possuírem diploma de Ensino Superior”, salientou.

Atualmente, o ProUni faz parte do conjunto de ações do governo federal que pretende viabilizar o Ensino Superior para mais de quatro milhões de jovens – meta estabelecida no PNE (Plano Nacional de Educação) para o período de 2011 a 2020, que encontra-se em análise no Congresso Nacional.