Acabou seu contrato de estágio? Saiba como procurar uma nova oportunidade

A partir do segundo semestre, muitas empresas abrem novas vagas de estágio. Confira dicas que podem ajudar

SÃO PAULO – No meio do ano, muitos contratos de estágio são finalizados e os estagiários não são efetivados. Caso esta seja a sua situação, não desanime pensando que você não permaneceu na empresa por incompetência.

De acordo com a coordenadora de Treinamentos Internos do Nube (Núcleo Brasileiro de Estágios), Eva Buscoff, muitas vezes esta atitude da empresa faz parte da cultura organizacional, ou seja, a empresa prefere ter maior rotatividade de estudantes pensando em contribuir para o processo de aprendizagem dos futuros profissionais.

Por isso, nada de se lamentar porque não foi contratado. Aproveite a chegada do segundo semestre para conseguir uma outra oportunidade.

PUBLICIDADE

“O estágio é um ato educativo. Não há problema, para o estagiário, acumular experiências em várias empresas. Esta bagagem é positiva. O estudante tem de aproveitar para aprender com os erros que cometeu na empresa e ressaltar, principalmente, as experiências que ele teve”, explica.

Mãos à obra
O primeiro passo para encontrar uma nova oportunidade de estágio é fazer um novo currículo. Além de acrescentar a última experiência, o estudante têm de atualizar o período que está na faculdade, especialmente se o curso for semestral.

Com currículos em mãos, é hora de procurar as vagas de estágio. A especialista aconselha que o universitário faça uma análise das empresas que ele gostaria de estagiar. Com a lista feita, é só se cadastrar no banco de oportunidades nos sites destas organizações.

O cadastro deve ser feito também em empresas de recolocação que são específicas em divulgar as vagas. As redes sociais também podem ajudar, assim como o contato com os colegas da faculdade e até mesmo da antiga empresa, o famoso networking.

“Neste momento, o mais importante é ter segurança em relação ao que deseja. Ter esta postura ajuda no processo de seleção e na conquista de uma vaga”, orienta.

Trainee ou analista
O segundo semestre também é um bom período para que os recém-formados que não foram contratados encontrem uma colocação no mercado de trabalho. Para quem saiu da universidade existem duas alternativas: programas de trainee ou buscar uma vaga como efetivo nas empresas.

PUBLICIDADE

“As empresas ampliaram seus programas de trainee, por isso muitas abrem vagas também no meio do ano. A pessoa também pode buscar oportunidade diretamente no mercado. Geralmente, para os recém-formados, são vagas de analistas”, explica o vice-presidente da De Bernt Entschev, Bernardo Entschev.

Uma dica dada pelo especialista é que o jovem busque oportunidades de emprego relacionadas às áreas em que ele estagiou, mesmo que não seja o setor de interesse da pessoa. De acordo com ele, neste primeiro momento, conseguir um trabalho na área que estagiou é mais fácil porque as empresas buscam pessoas com um pouco de experiência.

“Depois de entrar na empresa é fácil para direcionar a carreira. Em um segundo momento é possível conversar com o RH [Recursos Humanos] da empresa para trocar de área”, explica.

O que as empresas buscam 
Mas não são somente as experiências dos profissionais que contam na hora de conseguir uma colocação. As empresas também avaliam questões comportamentais do recém-formado. De acordo com Entschev, as chances de contratação são maiores para pessoas que conseguem exercer diversas atividades, que têm maior facilidade de aprendizado e são facilmente adptáveis. 

“A situação econômica das empresas, hoje em dia, é muito instável. Um ano ela pode estar bem financeiramente, em outro não. Por isso, elas querem pessoas que consigam se adaptar e que aprendam rápido. Além disso, é fundamenal saber uma segunda língua, pois as empresas estão cada vez mais globalizadas”, finaliza.