Abril deve registrar maior número de empregos gerados no País, prevê Lupi

Segundo o ministro do Trabalho, devem ser criadas 340 mil vagas. Recorde absoluto é de 309 mil empregos, alcançado em junho de 2007

SÃO PAULO – O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, afirmou, nesta quinta-feira (15), que abril deve registrar o maior saldo de empregos na história do País.

O atual recorde para o mês é de 302 mil empregos gerados, registrado em abril de 2007. O recorde absoluto é de 309 mil postos de trabalho, alcançado em junho daquele mesmo ano.

“Estamos prevendo a geração de cerca de 340 mil novos empregos no Brasil em abril, o que nunca aconteceu na história do nosso país. A partir do quarto mês, começam as safras agrícolas no Centro-Oeste e o mercado de exportação deverá continuar crescendo, o que nos leva a esta previsão de recorde absoluto”, comentou Lupi.

PUBLICIDADE

Salário médio do trabalhador
O Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) referente a março apontou aumento de 4,37% do salário médio de admissão, em comparação com o trimestre de 2009, passando de R$ 782,53 para R$ 816,70.

“Observamos, com isso, que o País não cresce apenas na geração de empregos, mas também cresce bastante, acima da inflação, o valor do salário dos trabalhadores. O maior segredo da aprovação pública do governo Lula é a valorização salarial”, disse Lupi.

Elevação dos juros
Em relação aos juros, Lupi declarou ser contrário à elevação pelo Banco Central, argumentando que o dinheiro fica mais caro e o setor produtivo troca os investimentos pela especulação.

“Não podemos matar a galinha dos ovos de ouro. Torço, trabalho, peço e luto para que não tenhamos aumento dos juros; e acho que não teremos.mas, se tivermos, não deverá ser tanto que cause alguma mudança no crescimento econômico”, afirmou o ministro.

Postos de emprego registrados em março
No terceiro mês do ano, foram geradas 266.415 vagas de trabalho. O resultado é recorde para o mês de março. Frente a fevereiro, quando o Caged registrou saldo de 209.425 empregos, houve aumento de 27,21% no estoque de assalariados formais registrados.

O saldo de emprego do primeiro trimestre também foi o melhor da história, com 657.259 postos de trabalho, o que representa uma expansão de 1,99%. Este saldo superou em 19% o recorde anterior, registrado em 2008 (+554.440 empregos).

Em 12 meses, com a criação de 1,710 milhão de vagas, houve incremento de 5,35% frente aos 12 meses anteriores.