Dicas

A pergunta mais fácil e a mais difícil em entrevistas de emprego (e como respondê-las)

Especialista em carreira usa sua experiência em entrevistas de emprego e revela as melhores formas de responder essas questões

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Via de regra, não existem respostas certas ou erradas em entrevistas de emprego. O que o recrutador espera é que os candidatos sejam sinceros e exponham suas personalidades, habilidades e a capacidade de desempenhar a função a que concorrem.

Isso não significa, porém, que não haja maneiras mais eficientes de expressar essas características na sala de entrevista. Um currículo selecionado para entrevista precisa ser complementado com respostas articuladas e bem formuladas para possibilitar efetivamente uma contratação.

De acordo com Larissa Meiglin, Supervisora de Assessoria de Carreira da Catho, a pergunta aparentemente mais fácil a ser feita em uma entrevista de emprego é o famoso: “me fale um pouco sobre você”.

PUBLICIDADE

“Algo que o candidato não deve esquecer é que está numa entrevista de emprego e o entrevistador não é seu amigo. Tenha foco e comente apenas o que for pertinente à entrevista, como os traços mais importantes do seu perfil e da sua trajetória profissional”, comenta a especialista, acrescentando que respostas muito longas podem fazer com que o candidato se “enrole”.

“Procure ser o mais objetivo e claro possível, mas tome cuidado para não ser monossilábico. Uma estratégia é tentar alinhar sua resposta com a oportunidade em questão, ou seja, as respostas para essa pergunta podem variar, dependendo da posição que você quer. Por isso, foque nos dados mais significativos e que tenham certa relevância com a vaga”, acrescenta.

Já a pergunta mais complicada, de acordo com Larissa, diz respeito ao passado profissional. É a seguinte: “alguns de seus trabalhos ou decisões já foram contestados por um supervisor? Como você reagiu?”

Mesmo que se sinta tentado a mentir, ela afirma que é importante usar da sinceridade. “Os recrutadores sabem que a maioria dos profissionais já passaram por uma situação como essa. Por isso, diga a verdade, pois isso demonstra humildade, já que o profissional reconheceu o erro. Porém evite citar uma situação de erro grave ou de real confronto, e opte por citar um exemplo relacionado a algo do dia a dia, ou alguma situação que tenha saído fora do previsto por falta de comunicação, por exemplo”, comenta.

Também é possível tirar resultados bons dessa resposta: “o interessante aqui é focar em como o profissional soube lidar com a situação, e nas experiências e conhecimento que pode absorver com isso, e falar menos do problema em si”.