A era da valorização do talento: empresas bonificam bons profissionais

Faltam profissionais para ocuparem as vagas oferecidas; empresas investem em bem-estar para atrair funcionários talentosos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Estamos na era da valorização do talento. As empresas estão com dificuldades em encontrar profissionais qualificados para ocuparem as vagas em aberto. Por isso, quando encontram os verdadeiros talentos, apostam em bonificações.

“As empresas que já perceberam isso não se limitam a oferecer os benefícios exigidos por lei, mas procuram demonstrar também preocupação com o bem-estar social e profissional do colaborador, reconhecendo o valor dos seus talentos com outros benefícios”, disse o presidente da Curriculum.com.br, Marcelo Abrileri.

De acordo com ele, além de um salário superior àquele praticado pelo mercado, os talentos recebem bonificações por desempenho, participação em lucros e, em determinados casos, a possibilidade de trabalhar em casa.

Motivação

Aprenda a investir na bolsa

Estas empresas parecem já ter percebido que os bons profissionais precisam ser motivados com desafios a todo o momento. Além disso, devem ser recompensados pela conquista de suas metas.

Sobre o perfil do talento, é possível dizer que eles são comprometidos e, por isso, dificilmente não alcançam suas metas. Quando isso acontece, ficam aborrecidos consigo mesmos pelo bônus não conquistado.

“Esta postura é altamente bem vista pelas empresas de hoje”, afirma Abrileri, que ainda completa dizendo que o aborrecimento é positivo quando o profissional não associa a falha à empresa, mas sim ao seu desempenho.

Bem-estar

Uma preocupação crescente dos profissionais é com seu próprio bem-estar. Por isso, as empresas que querem reter talentos acabam por promover no ambiente corporativo a qualidade de vida.

Algumas, por exemplo, instalam até academias para prática de exercícios físicos. “O foco no bem-estar e na qualidade de vida dos colaboradores deve ser um dos objetivos das empresas que querem crescer e manter seus talentos”, disse o especialista.