A arte de decidir: saiba que podemos contornar escolhas erradas

A palavra-chave para se reencontrar é adaptação. Isto implica aprender a comportar-se em situações de incerteza

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Não perca a fé em si mesmo. Tomar decisões equivocadas, que com o passar do tempo se tornam imutáveis, não é um luxo seu ou daquele conhecido que você considera um fracassado na vida. Acontece. Segundo o coach Ricardo Melo, “uma escolha feita há anos pode ter sido capaz de mudar completamente nossas vidas, mas temos que ter a consciência de que nossos destinos podem ser retraçados”.

A tese do especialista é de que, não importa sua escolha, é possível contornar suas conseqüências. Quem optou pela carreira errada e hoje se sente infeliz pode dar a volta por cima e cursar outra graduação, ou fazer uma pós-graduação que permita a transição para a área desejada. E vale a pena tentar, mesmo quando não se sabe qual é, exatamente, essa área de interesse.

Abrindo portas

Da mesma maneira, nada impede que você saia da empresa onde trabalha há mais de sete anos ou que feche a empresa que comanda para abrir outra. “Tanto no contexto executivo quanto no pessoal, é sempre desafiador fazer escolhas sem saber ao certo qual será seu ‘eco’ no futuro. Na esfera profissional, há sempre a dúvida se vamos ou não optar pela carreira certa ou se a empresa que estamos escolhendo para trabalhar irá suprir nossas expectativas”, diz Melo.

Aprenda a investir na bolsa

“Acontece o mesmo na vida a dois, em que desejamos saber o momento certo para casar, ou mesmo se separar, e se devemos ou não ter filhos. São períodos delicados nos quais um passo em falso pode nos colocar frente a algumas perdas irreparáveis. Talvez por essas circunstâncias, uma importante postura seja compartilhar esses momentos com um profissional especializado, para enxergar ângulos que não vemos sozinhos”.

Exemplo

Melo exemplifica seus conselhos com o caso Ronaldo Fenômeno. Em 2000, quando o jogador operou o joelho, muitos disseram que sua carreira estava acabada. Mas, depois disso, ele não apenas retornou aos gramados como também ajudou o Brasil a ser pentacampeão do mundo em 2002, sendo o artilheiro da Copa do Mundo.

Agora, sofrendo com uma lesão semelhante e com idade mais avançada, Ronaldo precisa decidir se irá parar de jogar ou não.

Adaptação

A palavra-chave para se reencontrar, diante de uma escolha a ser feita, é adaptação. Isto implica aprender a comportar-se em situações de incerteza, com o intuito de tomar decisões lúcidas, mesmo quando estamos inseguros. “A habilidade de adaptar-se é crucial para termos equilíbrio em uma vida tão instável”, reflete o coach.

Segundo o especialista, trabalhos recentes mostram que, quanto maior a capacidade das pessoas de transcender suas dúvidas e receios, mais altas são as chances de ser feliz.

PUBLICIDADE