rede profissional

99,7% dos usuários do LinkedIn não buscam emprego na rede social

Buscar emprego está na 4ª colocação entre as principais razões pelas quais os brasileiros utilizam a rede

SÃO PAULO – Na contramão do que muitos imaginam, procurar emprego não é a principal razão pela quais os brasileiros acessam o LinkedIn, a rede social profissional. Um estudo realizado pelo próprio site, com 1.120 usuários do País, mostra que 99,7% dos usuários usam a rede por motivos não relacionados à busca de oportunidades.

Buscar emprego está na 4ª colocação entre as principais razões. Antes dela estão se conectar com outros profissionais, se manter atualizado sobre notícias da área de atuação e aprender mais sobre determinadas empresas.

A pesquisa ainda revela que conteúdo tem sido o fator determinante para o engajamento do usuário e para que as empresas se destaquem na rede. Cerca 60% das pessoas entrevistadas acreditam que investir tempo no LinkedIn as tornará mais bem-sucedidas e produtivas e 76% acreditam que passarão a usar mais a ferramenta à medida que crescerem em suas carreiras.

PUBLICIDADE

Três em cada cinco pessoas acreditam que empresas inovadoras e com visão de futuro estão presentes no LinkedIn e 35% usam suas conexões como fonte confiável de informação e recomendação ao considerar uma compra. Em relação à educação dos usuários, dois entre três têm diploma universitário, sendo que um em cada quatro é pós-graduado.