Erros graves

9 coisas que você nunca deve dizer ao pedir um aumento

Se quiser que seu pedido seja recusado, é só usar uma dessas frases, principalmente em momentos de crise

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Pedir um aumento de salário é sempre um momento desconfortável. É preciso mostrar que o trabalho que você vem fazendo traz frutos para a companhia e que vale ainda mais do que o quanto seus chefes acreditam. Por isso, é importante pensar muito bem no discurso usado no momento da conversa.

Os riscos são maiores do que se imagina: caso use as palavras erradas, além de não conseguir o que pediu, o funcionário pode se humilhar e acabar destacando falhas e problemas em vez de aspectos positivos.

Conheça algumas coisas que nunca devem ser ditas na hora de pedir um aumento aos superiores, de acordo com o site Salary:

PUBLICIDADE

1. “Sei que não é o melhor momento”

Existe sim momento certo para pedir um aumento, e ele não depende apenas da sua produtividade ou tempo de empresa.

Se as pessoas ao seu redor estão sendo demitidas, as margens de lucro estão caindo e a companhia não sabe mais de onde cortar custos, simplesmente não é hora de pedir um salário maior. Saiba analisar o momento da empresa como um todo.

2. “Não recebo um aumento desde…”

Reclamar nunca é uma boa ideia. Por mais tempo que você tenha passado sem uma mudança de salário, não é essa a maneira de convencer seu chefe de que é importante aumenta-lo.

Isso vale em dobro em momentos de recessão econômica, quando empresas focam esforços em não perder posição de mercado.

PUBLICIDADE

3. “Estou trabalhando em dobro”

Provavelmente os gestores já sabem o quanto você trabalha e, novamente, reclamar não é uma boa solução na hora de fazer pedidos como esse.

Nesse caso, lembre-se que provavelmente o excesso de trabalho é uma situação decorrente de problemas econômicos da empresa e que outras pessoas também foram impactadas.

Talvez fosse o caso de sugerir uma redistribuição de tarefas, mas não use essa frase para pedir aumento: é melhor falar sobre o quanto você ajudou em determinadas funções e lembrar do valor do seu trabalho dobrado e comprometimento durante o período de dificuldade.

4. “Estou aqui há um ano”

Datas não significam nada para a pessoa que paga o seu salário – talvez significassem se atreladas ao que você conseguiu realizar durante este tempo, mas apenas assim.

Fale sobre seu trabalho, não sobre o calendário.

5. “Fiz tudo o que eu tinha que fazer”

Normalmente, as pessoas pedem aumentos quando fazem mais do que foram contratadas para fazer.

Ao conversar com seu chefe, não cometa o erro de dizer que fez apenas o que foi demandado – até porque aumentos dizem respeito mais ao que você fará no futuro do que ao que você já fez antes.

6. “Estou numa situação pessoal difícil”

Normalmente a pessoa que busca um aumento tem motivos para recebe-lo dentro da empresa.

Embora a sua situação pessoal seja o mais importante para você, não é para quem paga seu salário. Não tente o aumento pela pressão psicológica, faça o exercício de pensar com a mente do seu interlocutor.

7. Quantias muito altas

É possível que a questão caia no seu colo: “quanto você quer receber?”

Nesse momento, é importante ser coerente com as suas atividades e com o salário que recebe atualmente: pedir quantias altas demais pode ser um tiro no pé.

Consulte os salários de pessoas na sua posição em outras empresas, se for o caso. Pesquisar e ter uma base sólida é essencial.

8. “Fulano ganha mais do que eu”

O seu salário deve ser baseado no seu trabalho, e não nas folhas de pagamentos das pessoas ao seu redor. Às vezes a diferença é mesmo injusta, mas não é isso que deve ser dito no momento de destacar o seu trabalho – a fofoca nunca é bem vista no ambiente corporativo.

9. “Se não, eu peço demissão”

Ultimatos são desagradáveis. Pode até ser verdade que o aumento é mandatório para a sua permanência na empresa, mas encontre outras maneiras de dizer isso.

Se não for verdade e você disser isso mesmo assim, esteja preparado para de fato pedir demissão – caso contrário, será visto como um mentiroso.