Pesquisa

60% acreditam que quem estudou à distância tem menos valor ao buscar emprego

Apesar da desvantagem na hora de conseguir um trabalho, 47% acreditam que o nível de educação à distância é igual a presencial

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Uma pesquisa realizada pelo site Trabalhando.com e pela Universia com internautas de 9 países ibero americanos, entre eles o Brasil revelou que a maioria acredita que o profissional que teve uma formação à distância, na hora de buscar um emprego, tem menos valor do que aquele que estudou de maneira presencial. A resposta foi apontada por 60% dos entrevistados.

O motivo, segundo 37%, é o que vínculo pessoal professor-aluno é vital. Além disso, 27% acreditam que há uma suposta má qualidade acadêmica e 25% disseram que isso acontece por preconceito. Outros 11% apontaram que o cenário adverso é simplesmente por medo do desconhecido.

Nível
Apesar de afirmarem que o candidato que estudou à distância tenho menos vantagens na hora de conseguir um emprego, 47% dos entrevistados declararam que o nível nível educacional da educação à distância é a mesma que a presencial.

Aprenda a investir na bolsa

Dos entrevistados, 18% informaram que estudaram à distância, enquanto 41% declaram que não estudaram, mas isso está em seus planos.

A decisão de optar pela educação à distância tem diversos motivos. Para 23% é o horário flexível. Enquanto isso, 14% consideraram os custos decrescentes importantes envolvidos para o aluno e 13% o acesso a universidades de prestígio. Não ter que frequentar as aulas (7%) e as dinâmicas da metodologia (10%) foram outros dados relevantes levantados.