RADAR INFOMONEY Petrobras vai se transformar na nova máquina de dividendos da Bolsa? Assista ao programa desta 6ª

Petrobras vai se transformar na nova máquina de dividendos da Bolsa? Assista ao programa desta 6ª

Liderança

4 sinais de que seu chefe é terrível (ou de que você é um mau gestor)

Quer saber se é um bom líder? Confira estes pontos que provariam o contrário

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Seu chefe não lembra o seu nome? Te trata como um capacho? Exige mais do estagiário do que deveria? Existem inúmeros exemplos de problemas de lideranças pelos quais você pode passar no trabalho. E quase todo mundo tem uma história para contar neste sentido.

Mas isso pode ser um problema para o andamento de toda uma empresa ou organização. Não à toa, muitos departamentos de Recursos Humanos de empresas adotam maneiras de descobrir se o trabalho dos chefes está agradando a seus funcionários – e muitas vezes, o próprio gerente nem sabe quando não está.

O site Business Insider separou uma lista com quatro tipos de comportamentos que fazem de uma pessoa um mau chefe. Fique atento a eles:

1. Não escutar seus funcionários

De acordo com uma pesquisa do SHRM realizada em 2015, é muito comum que as ideias dos subordinados não sejam levadas em consideração pelos gestores. Mais de 600 funcionários disseram que a situação de criar uma opção para melhorar o trabalho para a qual o chefe não dá ouvidos não é incomum.

Em vez de descartar ideias, os gestores deveriam tomar um tempo do dia para escuta-las e analisa-las, mesmo que elas não sejam implementadas no final. É importante que as pessoas se sintam ouvidas e valorizadas.

2. Culpar outras pessoas

Uma pesquisa do BambooHR descobriu que a cada cinco funcionários, um tem um chefe que passa a “batata quente” para outra pessoa quando algo não sai como o planejado no trabalho. Um bom líder usa o tempo que passaria encontrando um culpado na resolução do problema.

3. “Abandonar” um funcionário

PUBLICIDADE

Um bom líder deve confiar em sua equipe e oferecer liberdade e independência. Isso, entretanto, não significa abandonar essas pessoas em seus trabalhos. Apenas 13% dos funcionários de uma pesquisa da Gallup disseram “concordar totalmente” que seus gestores os ajudavam a estabelecer metas.

4. Focar no negativo

Ao oferecer feedbacks, muitos líderes podem acreditar que é importante focar nos pontos que os funcionários precisam melhorar, mas o exagero disso pode impactar de maneira negativa no trabalho das pessoas.

A pesquisa da Gallup descobriu que 67% dos entrevistados “acreditam fortemente” que os gestores focados em pontos positivos também estavam comprometidos com resultados. É importante mostrar às pessoas que o trabalho delas é necessário e que elas fazem parte da equipe.