liderança

3 traços surpreendentes de líderes altamente eficazes

Eles são emocionalmente inteligentes, íntegros e “chatos”

SÃO PAULO – Como identificar se alguém será um líder de sucesso?

Isso não é uma tarefa fácil. Mesmo porque competência técnica nem sempre é sinal de habilidades gerenciais, e grandes empregados não são necessariamente grandes chefes.

Em um artigo recente para The Harvard Business Review, o Ph.D. e professor de psicologia empresarial Tomas Chamorro-Premuzic sugere que, em vez de olhar para o desempenho dos funcionários em suas funções atuais, devemos nos concentrar em três principais traços de personalidade.

PUBLICIDADE

Essas qualidades reunidas ajudam a traçar um perfil de um chefe que não é a pessoa mais brilhante ou confiante, mas que é capaz de apoiar seus funcionários e mantê-los no caminho certo. Confira os três traços de um gestor altamente eficaz:

1. Eles são “chatos”

Chamorro-Premuzic identificou que o termo psicológico mais aceitável para “chato” é “emocionalmente maduro”. Algo sobre ser emocionalmente estável, agradável e consciente.

Não é novidade que, nos tornamos mais “maduros” (chatos) à medida que envelhecemos. Em qualquer cultura pessoas são mais voláteis e antisociais durante a adolescência e tornam-se conservadoras e cumpridoras de regras conforme envelhecem. 

Consideramos Steve Jobs e Jeff Bezos como exemplos de líderes de sucesso, entretanto o professor afirma que essas figuras lendárias são exceções. Os melhores administradores são tipicamente menos voláteis e narcisista. Na verdade, uma análise feita pela Google, revelou que os melhores líderes são previsíveis e consistentes.

“Se um líder é consistente, as pessoas em suas equipes experimentam uma enorme liberdade, porque eles sabem que dentro de certos parâmetros, eles podem fazer o que quiserem”, disse Laszlo Bock, vice-presidente sênior de gestão de pessoas do Google ao The New York Times, em 2013. “Se seu gerente está em todo o lugar, você nunca vai saber o que você pode fazer, e isso pode ser uma experiência muito restritiva.”

PUBLICIDADE

2. Eles são emocionalmente inteligentes

Para o professor, saber gerenciar a emoção de outras pessoas é uma característica fundamental para um bom gestor. Os líderes eficazes são pessoalmente calmas e centradas, o que permite lidar com transtornos de outras pessoas de forma adequada. Eles não são emocionalmente reativos ou propensos a linguagens corporais que tragam sentimentos negativos.

Isso significa que é preciso “fingir” e mostrar emoções de forma estratégica por uma questão de bem-estar de seus funcionários.

3. Eles demonstram integridade

Integridade é crucial para uma liderança eficaz, ser inteligente e talentoso não é suficiente. Ações imorais podem prejudicar você e sua organização. Curiosamente, o Ph.D Fred Kiel, descobriu que CEOs classificados por seus funcionários como de alta integridade tiveram um retorno de 9,4% ao ano, enquanto CEOs classificados como de baixa integridade tiveram um retorno de apenas 1,9%.

No final, tudo se resume em ser chato. Gerentes previsíveis e confiáveis são classificados como mais íntegros pelos seus subordinados, diz Chamorro-Premuzic.

As organizações devem reconhecer que os seus líderes não são necessariamente as pessoas mais autopromovíeis e convincentes. Em vez disso, é mais provável que funcionários que são estáveis e de confiança possa orientar a sua empresa para o sucesso.