Confira quais são

3 estratégias para usar a memória a favor da sua vida profissional

Estar disposto a aprender pode ser um diferencial na sua carreira

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Muitas pessoas têm dificuldades em fixar as novas informações e isso poder vir a ser um problema no ambiente profissional. Porém, é possível desenvolver essa habilidade com práticas diárias e que com o tempo são fáceis de aplicar na vida cotidiana.

Confira as dicas que o site Business Insider elencou baseado em um estudo sobre como melhorar sua aprendizagem, dos psicólogos da Universidade de Washington:

1. Relembre as informações constantemente

PUBLICIDADE

A parte mais difícil da aprendizagem é fazer as novas informações permanecerem guardadas. Para melhorar esse primeiro aspecto, force sua memória a recordar as informações.

Os psicólogos chamam a tática de “efeito teste”: Quando tenta lembrar de uma parte da informação, você interrompe o processo de esquecimento e ajuda a cimentar a lembrança no seu cérebro, de acordo com o estudo.

No entanto, uma pesquisa da Universidade de Purdue, em Indiana, constatou que apenas 11% dos estudantes universitários pratica esse método de recordar das informações enquanto estudam.

Ou seja, a primeira coisa a se fazer para melhorar sua memória e guardar o que você aprende é esforço congnitivo. A memória é seletiva, se você priorizar informações do trabalho por exemplo, será mais fácil lembrar delas quando preciso.

Na prática, intercale suas sessões de estudo sobre os novos projetos e ideias do trabalho para dar tempo de aprender, esquecer e voltar a aprender, o que ajuda a converter a informação em memória.

2. Não caia na armadilha: “ah, isso é fácil”

PUBLICIDADE

Quando você entra em contato com uma informação que precisa memorizar, mas acha aquilo fácil, é importante dar mais atenção ainda. Imagine que você está no aroporto e precisa memorizar seu portão de embarque que é 238. Você pensa “Ah, esse número é fácil de lembrar” e já se dispersa. Esse tipo de circunstância é típica para causar a falha da memória.

Então, não desmereça as informações, principalmente se forem dados com números e letras. Esquecer pode ser mais fácil do que imagina. Mesmo que você tenha facilidade e considere que saiba do assunto, não deixe de lado a informação na sua cabeça, porque com o tempo ela vai ficando para trás. Sempre reveja alguns conteúdos para fixar na memória.

3. Faça conexões entre informações novas e antigas

Quanto mais você conseguir pensar em como o que você aprende se relaciona com o que você já aprendeu, mais fácil é lembrar de ambas as informações. Trazer para o seu dia a dia é uma boa forma de conectar conteúdos, segundo o estudo. Como usar o que estou aprendendo no meu dia a dia? Essas amarras facilitam e muito o aprendizado no círculo pessoal e profissional.