Vagas

29% das empresas brasileiras devem contratar no 1º trimestre de 2013

Estudo trimestral da ManpowerGroup mostra que o índice de contratação do Brasil é um dos maiores do mundo

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As empresas brasileiras esperam manter um bom nível de contratação nos próximos três meses. Os dados dão do estudo trimestral da Manpower Employment Outlook Survey, referente ao primeiro trimetre de 2013.

No Brasil 851 gestores responderam a pergunta: Qual sua expectativa para o volume de contratações de sua empresa para o 1º trimestre (até março de 2013), em comparação com o trimestre atual? Entre os entrevistados, 29% esperam aumento no número de funcionários, 62% manterão sua equipe e 8% esperam uma diminuição.

De acordo com a Manpower, a Expectativa Líquida de Emprego no País é de alta de 21% para o 1º trimestre de 2013. No entanto, no comparativo com o quarto trimestre deste ano a queda é de 3%, ficando em 12% em relação ao primeiro trimestre de 2012, igualando ao menor índice, registrado no quarto trimestre de 2009, desde que o estudo é feito no Brasil.

Aprenda a investir na bolsa

Para o country manager do ManpowerGroup no Brasil, Ricardo Barberis, mesmo que as intenções de contratação no Brasil tenham sofrido uma queda em comparação aos trimestres anteriores, o índice positivo de 21% ainda é um dos maiores do mundo. “Mesmo com a crise na Europa e as expectativas nos EUA após a reeleição de Obama, o Brasil se mantém como um País onde há oportunidades e as empresas continuam com a necessidade de contratar”.

Setores 
O estudo mostra que o setor de serviços e de transportes e serviços públicos tem a melhor perspectiva de aumento de vagas no primeiro trimestre, ambos com 27% de expectativa, já o setor de comércio tem 25% de estimativa de contratar.

Em seguida estão os setores de finanças, seguros e imobiliário (23%), o setor de construção, 19%, e indústria com 14% de intenção de contratação. Os empregadores menos otimistas são do setor de administração pública e educação (10%).

Regiões
Entre os estados do País, o Paraná é o que tem a maior expectativa de contratação para o próximo trimestre: 28%. em seguida estão os estados de Minas Gerais (23%), Rio de Janeiro (22%) e São Paulo (17%). A cidade de São Paulo teve o mesmo índice do estado, 17%.

A pesquisa foi realizada com mais de 65 mil diretores de recursos humanos e altos executivos de organizações públicas e privadas em 42 países e regiões. Apesar da queda no índice de expectativa de contratação, em relação ao trimestre anterior e ao mesmo período em 2012, o Brasil é o País com a maior intenção de contratação no continente.

O estudo mostra que o Brasil se posiciona entre os principais polos do mundo, atrás de Taiwan (+35%) e Índia (+27%). Já em países como Grécia, Itália, Espanha, Holanda e República Checa, as oportunidades de trabalho serão escassas.

PUBLICIDADE

“A crise econômica em grandes centros da Europa de certa forma influencia na pequena redução da taxa de intenção de contratação no Brasil. Entretanto as empresas continuam favoráveis ao aumento de funcionários em seus quadros, refletindo que a produção e o desenvolvimento do País permanecem com um cenário positivo”, finaliza Barberis.