Não passe vergonha

13 regras de ouro para seguir ao mandar e-mails

8 coisas que você sempre deve fazer e 5 para evitar  

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Nem tudo é intuitivo no que diz respeito ao contato profissional por e-mail. Muitas vezes, uma mensagem mal escrita ou descuidada pode significar a perda de uma oportunidade ou fazer com que sua mensagem seja sumariamente ignorada pelo destinatário.

A especialista Sharon Schweitzer, do Glassdoor, fez para o Business Insider uma lista de regras essenciais para qualquer e-mail profissional. Confira as 8 coisas que você sempre precisa fazer – e as 5 que deve evitar – abaixo:

8 regras:

PUBLICIDADE

1.    Preste atenção ao assunto

O assunto do e-mail deve conter um resumo do que estará disponibilizado no corpo. Assuntos como “olá” ou “FYI” tiram interesse. Jamais deixe esse campo em branco.

2.    Use um cumprimento polido

“Oi” e “E aí” são exemplos de cumprimentos que não devem ser usados em e-mails profissionais. É melhor usar “bom dia” ou “olá”, de acordo com a especialista.

3.    Apresente-se

Em culturas diretas, é importante apresentar-se antes de começar a passar a mensagem do e-mail. Um exemplo da prática: “Caro (…). Meu nome é (…), consegui seu contato através de (…)”.

Isso é essencial principalmente quando o e-mail é seu primeiro contato com a pessoa em questão.

4.    Pesquise a cultura local

No Japão, o item descrito acima é considerado rude caso sua experiência profissional não esteja no mesmo nível da pessoa para quem o e-mail é endereçado.

Sempre que entrar em contato com uma pessoa alocada em outro país, pesquise as melhores práticas locais para não cometer atos desrespeitosos.

PUBLICIDADE

5.    Repita os anexos

Sempre que possível, repita o conteúdo dos documentos anexos no corpo da mensagem. Isso facilita a leitura e passa uma melhor impressão, já que baixar arquivos enviados por e-mail pode trazer riscos de segurança.

6.    Responda dentro do prazo

É cortês responder e-mails em um prazo de até 24 horas. Caso você deixe a pessoa esperando tempo demais intencionalmente, explique polidamente suas razões no momento que responder.

7.    Proteja-se

E-mails são acessíveis por entidades, para além da pessoa que respondeu. Qualquer mensagem enviada deve conter apenas informações seguras – considere o que aconteceria caso um colega, a polícia ou até mesmo um hacker tivesse acesso a ele. Sempre imagine que aquela é uma mensagem pública.

8.    Atente à gramática

Revise quantas vezes achar necessário qualquer mensagem enviada profissionalmente. Erros gramaticais ou de digitação podem ser extremamente prejudiciais.

5 coisas para evitar:

1.    Não use humor ou sarcasmo

Pessoalmente, piadas até podem fazer sentido. Em uma mensagem escrita, porém, a chance de elas serem mal interpretadas é grande demais para correr o risco. Além disso, cada cultura possui um senso de humor próprio.

2.    Não aperte “responder a todos”

Sempre preste atenção a todos os destinatários para evitar enviar e-mails a pessoas que não precisam recebe-los. Quando a área de recursos humanos pede voluntários para determinado projeto, por exemplo, os colegas que receberam a solicitação não precisam ler também sua mensagem sobre a participação.

3.    Não use emojis

Ícones sorridentes amarelados foram criados para mensagens de texto e conversas descontraídas. Além disso, e-mails com emojis podem ser filtrados pelo servidor e jogados instantaneamente na caixa de spam.

4.    Não seja negativo

Palavras negativas são conhecidas por terem conotação raivosa e podem criar situações desconfortáveis. Use palavras objetivas e atente-se aos fatos. Más notícias podem ser divididas pessoalmente.

5.    Não se esqueça do encerramento

Encerrar uma conversa por e-mail é importante para fechar um assunto e demonstrar que não é mais necessário perpetuar aquele ciclo. Termine seus e-mails com uma saudação, como “obrigado”, “Att”, entre outros.