Novos rumos

12 perguntas que você deve se fazer antes de aceitar um novo emprego

Está desempregado ou insatisfeito com o trabalho? Antes de sair aceitando qualquer emprego por aí, pare para pensar um pouco

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Quando alguém está desempregado e as contas começam a se acumular, é comum a pessoa sentir que não tem escolha e aceita o primeiro emprego que oferecem. Outra situação bem comum é de profissionais que não estão satisfeitos com o atual trabalho e querem mudar de emprego achando que a mudança irá fazer bem.

Mas antes de sair aceitando qualquer oferta é preciso lembrar que você pode estar deixando outras oportunidades, e talvez muito boas, para trás. Pensando nisso, o site Business Insider listou 12 perguntas que você deve sempre se fazer antes de aceitar um novo emprego. Confira:

1- “Será que este trabalho está alinhado com os meus valores pessoais?”
É fácil, e às vezes até necessário, aceitar um emprego em qualquer lugar por curto prazo por razões econômicas. Mas se esta é uma opção temporária, você precisa se certificar que há um alinhamento com seus valores pessoais, porque uma incompatibilidade acabará com sua integridade pessoal (e nenhuma quantia em dinheiro vai compensar isso).  

PUBLICIDADE

2- “Este é o tipo de cultura de trabalho no qual eu íris prosperar e ser feliz?”
Os empregadores tendem a enfatizar os benefícios financeiros de um trabalho quando eles estão contratando; no entanto, outros fatores no local de trabalho têm um impacto muito maior sobre os níveis de felicidade dos funcionários. 

Questões culturais em torno fatores como confiança e respeito são enormes, e embora seja difícil avaliar isso antes de estar trabalhando no local, é fundamental que você tente e obtenha uma imagem clara do tipo de cultura que você vai trabalhar e se é um ambiente que irá apoiá-lo e fazer você se sentir bem em ir para o trabalho todos os dias.

3- “O que os outros dizem sobre essa empresa?”
É importante avaliar o que os outros, dentro e fora da empresa, estão dizendo sobre ela. Ao se unir a uma empresa, você se torna um representante de sua marca e as ações da companhia irão refletir em você.

4- “Será que este trabalho me permite fazer uso dos meus talentos mais fortes?”
Ser capaz de fazer uso de seus talentos é um dos maiores fatores de motivação quando se trata de felicidade no trabalho, por isso, garanta que você terá essa oportunidade.

5- “Será que essa empresa apoia os meus objetivos de carreira de longo prazo?”
Se você estiver considerando esse emprego como uma oportunidade de longo prazo, então é importante ter uma noção sobre quais são as possibilidades futuras de crescimento e desenvolvimento pessoal e profissional.

6- “Qual o nível de autonomia que vou ter no meu cargo?”
Esta é uma questão chave para entender sobre si mesmo, sobre seus pontos fortes e avaliar em qualquer nova posição, já que tem um enorme impacto sobre o seu dia-a-dia e bem-estar.

PUBLICIDADE

Algumas pessoas gostam e necessitam de um bom grau de apoio e feedback em seu trabalho, outros querem saber que podem trabalhar por conta própria com um grande grau de liberdade e autonomia.

7- “Eu gosto do meu novo patrão?”
Ninguém nunca disse que você tem que se tornar amigo do seu novo chefe, mas, dado o enorme impacto que um supervisor direto tem sobre a felicidade de alguém no trabalho, vale a pena considerar se a pessoa que você estará diretamente subordinado é alguém que você pode respeitar e confiança.  
Ter uma boa química com sua futura equipe é importante para ter um ambiente de trabalho positivo. 

8- “Como é o ambiente físico onde vou trabalhar todos os dias?”
Isto pode parecer um pouco insignificante em comparação com outros fatores, mas é uma enorme consideração dada à quantidade de tempo que você gasta em seu trabalho. Algumas pessoas prosperam e gostam de trabalhar em um escritório ruidoso e cheio, enquanto outros preferem locais mais abertos.

9- “Como esse novo emprego vai afetar minha família?”
Se você é casado, vive com um parceiro ou tem filhos, é fundamental considerar como o trabalho irá impactar seus familiares, pois eles são parte de sua equipe de apoio e cada aspecto do trabalho irá afetá-los também. Considere a quantidade de viagens envolvidas com o cargo, a quantidade de horas extras que você pode precisar fazer, as políticas de licença e a filosofia do empregador em torno do equilíbrio entre vida pessoas e profissional.

10- “É muito longe da minha casa?”
De acordo com inúmeros estudos sobre a felicidade profissional, o tempo que uma pessoa leva de casa para o trabalho, e vice-versa, tem um enorme impacto sobre o seu nível de felicidade e bem-estar. Se você não pode se mudar, então precisa ser realista sobre o tempo do trajeto e decidir se isso é algo que você pode conviver. 

11- “Será que este novo emprego esbarra nos problemas que tive com o meu antigo emprego?”
Se você está deixando o seu atual cargo porque está infeliz, isso é algo que você deve se perguntar antes de mudar de empresa. É importante ter clareza sobre quais eram os problemas que você estava enfrentando e ter a certeza que eles estavam realmente ligados a um descontentamento com seu trabalho anterior.

12- “Quais são os meus sentimentos sobre isso?”
Por mais que você possa tentar pesar os prós e os contras de uma forma imparcial e analítica, é preciso também confiar em sua intuição. Se tudo parece ótimo no papel, mas ainda há uma voz de dúvida em algum lugar dentro de você, vale a pena ouvir o que ela está dizendo.