Carreira

11 dicas para ter sucesso nas entrevistas de emprego

Na hora da entrevista presencial é preciso demonstrar mais do que um currículo bem montado e cheio de habilidades

SÃO PAULO – Em meio a instabilidade econômica que o país passa, muitas pessoas estão desempregadas e a dificuldade para se recolocar no mercado profissional são inúmeras. O consultor de carreiras Rafael Lopes explica que profissionais que dedicaram suas carreiras à grandes companhias por muitos anos estão desempregados. “E se readequar a dinâmica do mercado depois de uma experiência assim é realmente complicado”, afirma Lopes.

Segundo ele, no entanto, ainda há muitas oportunidades para se recolocar no mercado de trabalho e por vezes a experiência não é o suficiente. A compatibilidade entre vaga e perfil é importante, mas na hora da entrevista presencial é preciso demonstrar mais do que um currículo bem montado e cheio de habilidades.

“O mercado fabricou muita “gente boa” com seus MBA’s, certificações, pós-graduações e cursos. Porém, a principal deficiência é outra. Falta preparo e inteligência emocional. Não o preparo técnico, mas sim comportamental”, explica Lopes.

PUBLICIDADE

E isso vale tanto para quem já está há muito no mercado profissional tanto para quem está começando a carreira agora.

Segundo ele, analistas, gerentes, coordenadores, especialistas de diversas áreas e até mesmo executivos e diretores passam por tal dificuldade e acabam se mantendo por mais tempo do que deveriam fora do mercado.

Assim, o consultor elencou 11 dicas para fazer a diferença na hora da sua entrevista de emprego.

1. Resumo profissional

Inicie falando seu resumo profissional citando sua formação acadêmica. Prossiga com sua experiência profissional falando brevemente sobre as áreas em que atuou e principais atividades e projetos desenvolvidos. “Dê destaque aos projetos compatíveis com a oportunidade em questão”, sugere Lopes. 

2. Respostas certas e erradas

PUBLICIDADE

Não existem respostas corretas e sim a adaptação das respostas em adequação à oportunidade em questão. “Por isso é tão importante captar o ponto que o entrevistador quer com a pergunta feita, essa é a chave para uma entrevista por competência”, afirma o consultor.

3. Exemplos

Caso você for dar exemplos, atente-se a responder onde, em que momento, como foi a situação e o resultado. “O foco é ser claro e objetivo, enriquecendo o que for dito com fatos e dados para transmitir veracidade”, diz Lopes. 

4. Fale com segurança sobre aquilo que tem a oferecer

Sua apresentação será mais competitiva e você poderá se diferenciar dos demais se falar com segurança. Utilize linguagem formal, substituindo jargões populares. “Sua fala deve atingir a todos, sendo facilmente compreendida por um consultor de RH, por um gestor efetivo ou outros ouvintes”, explica o consultor de carrreira.

5. Atente-se às perguntas feitas pelo recrutador

No caso de dúvida, solicite a repetição. 

6. Olho no olho

Lembre-se de olhar nos olhos e evitar qualquer outra ação com as mãos, como desenhar ou mexer em objetos. 

7. Polêmicas

Cuidado ao citar situações negativas ou mais delicadas. Ao apontar profissionais que tenham trabalhado com você, seja polido e mantenha uma visão otimista.

8. Fale apenas de trabalho

Lembre-se de não transparecer conflitos de relacionamento, traga conflitos de procedimentos e rotinas de trabalho, apenas.

9. Tempo livre

Ao falar do seu tempo livre, mescle lazer e atualização de conhecimento através de cursos, livros (especificando qual tipo) e afins.

10. Vontade

Enfatize seu desejo de fazer parte da companhia, sugerindo os investimentos e possibilidades que poderá alcançar e desenvolver com o oferecido. 

11. Motivação

A chave é motivação pela sua área e por novos desafios que a empresa estará lhe proporcionando. “Seja positivo e esteja disposto a encarar os desafios do novo emprego”, disse Lopes.