Conteúdo editorial apoiado por

Tesla é ultrapassada pela BYD como a maior fabricante de veículos elétricos do mundo

Montadora chinesa tornou-se a nova líder impulsionada por uma gama mais ampla de modelos mais baratos

Bloomberg

Publicidade

Apesar de a Tesla ter entregue mais veículos do que o esperado no quarto trimestre, a empresa liderada por Elon Musk ficou atrás da chinesa BYD nas vendas globais de carros elétricos.

A Tesla entregou 484.507 veículos nos últimos três meses, superando a estimativa média dos analistas, de 483.173 entregas. A BYD vendeu 526.409 veículos totalmente elétricos no trimestre, tornando-se a nova líder em veículos elétricos, impulsionada principalmente por sua gama muito mais ampla de modelos mais baratos na China.

Embora a Tesla, sediada em Austin, tenha superado sua meta de entregar 1,8 milhão de veículos no ano, a fabricante de carros ficou aquém do cenário otimista que Musk promoveu há 12 meses. Após o CEO dizer aos analistas que a empresa tinha o potencial de produzir 2 milhões de carros, uma série de cortes de preços não conseguiu estimular a demanda suficiente para sustentar essa produção.

As ações da Tesla subiram cerca de 1% antes do início das negociações regulares nesta terça-feira (2), em Nova York. As ações dispararam 102% no ano passado, se recuperando de uma perda recorde em 2022 relacionada à aquisição do Twitter por Musk, a empresa de mídia social agora conhecida como X.

A mudança no ranking de vendas de veículos elétricos reflete a crescente influência da China na indústria automobilística global. Após ultrapassar os Estados Unidos, Coreia do Sul e Alemanha nos últimos anos, a China pode ter ultrapassado o Japão como o maior exportador mundial de carros de passageiros em 2023.

A Tesla gera mais receita e lucro do que a BYD porque vende veículos com preços muito mais altos e depende apenas de dois modelos para a maior parte de suas vendas. O utilitário esportivo Model Y e o sedã Model 3 representaram 95% das entregas no quarto trimestre.

Musk expandiu a linha de produtos da Tesla no final do ano passado, iniciando as vendas do Cybertruck anos atrás do cronograma. A empresa não divulgou quantas dessas caminhonetes revestidas de aço inoxidável foram produzidas e entregues antes do final do ano.

O lançamento do Cybertruck marcou a entrada da Tesla no altamente competitivo mercado de caminhonetes nos Estados Unidos. Musk alertou que pode levar 12 a 18 meses para a empresa atingir a produção em volume e gerar fluxo de caixa positivo com o veículo, que é difícil de construir e repleto de novas tecnologias.

Embora a Tesla não divulgue as vendas trimestrais de veículos por região, os Estados Unidos e a China são seus maiores mercados. A empresa fabrica os modelos S, X, 3 e Y em Fremont, Califórnia, e os modelos 3 e Y em Xangai. Também produz o Model Y em suas fábricas em Austin e nos arredores de Berlim.

© 2024 Bloomberg L.P.

IM Business

Newsletter

Quer ficar por dentro das principais notícias que movimentam o mundo dos negócios? Inscreva-se e receba os alertas do novo InfoMoney Business por e-mail.

Preencha o campo corretamente!
E-mail inválido!
Preencha o campo corretamente!
Preencha o campo corretamente!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.