Conteúdo editorial apoiado por

Postos Texaco vão voltar ao Brasil após acordo entre Ipiranga e Chevron

Empresas firmaram acordo para licenciamento da marca centenária no varejo de combustíveis do Brasil

Taís Laporta

Posto Texaco em Poá (SP) em 2009. Crédito: Wikimedia Commons

Publicidade

A Chevron Brands International LLC (Chevron), subsidiária da Chevron Corporation, firmou acordo com a Ipiranga para permitir o retorno da marca centenária Texaco aos postos de combustíveis no Brasil. A Ipiranga será licenciada da Chevron para comercializar combustíveis Texaco com a tecnologia Techron. A empresa também vai operar as lojas de conveniência, sob a marca Star Mart da Chevron.

A Texaco começou sua história no Brasil em 1915, com a chegada da The Texas Company, que acompanhou o desenvolvimento da indústria automobilística ao país. Na década de 1950, foi a primeira empresa a instalar tanques, bombas e equipamentos de lubrificação em montadoras no país.

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

Continua depois da publicidade

Em junho de 2005, a Texaco Brasil mudou sua razão social, após a fusão com a Chevron, em outubro de 2002. O negócio criou a segunda maior empresa de energia com sede nos Estados Unidos, a Chevron Corporation. Depois, há 16 anos, a Chevron vendeu sua rede de postos para o grupo Ultrapar, dono da rede Ipiranga.

Desde 2017, Chevron e Ipiranga são sócias da Iconic, joint venture que atua no mercado de lubrificantes, fluidos e graxas das marcas Ipiranga e Texaco e distribui óleos básicos Chevron. Hoje, a Chevron está de olho em 19 blocos de exploração e produção de petróleo e gás em águas profundas na costa do Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul.

Por nota, o vice-presidente de lubrificantes da Chevron para as Américas, Tracey Gardiner, declarou esperar “uma parceria longa e bem-sucedida para levar energia acessível e com chancela internacional aos clientes no Brasil.”

Continua depois da publicidade

Em comunicado, a Ipiranga declarou que o movimento é uma oportunidade para complementar a rede de postos do grupo, principalmente em mercados onde a marca Ipiranga possui maior presença. “Usaremos nossa expertise, infraestrutura e credibilidade para apoiar o retorno da marca Texaco, que tem histórico de sucesso no mercado brasileiro”, afirmou por nota Bárbara Miranda, vice-presidente de Marketing e Desenvolvimento de Negócios da Ipiranga.