Conteúdo editorial apoiado por

Polishop pede recuperação judicial, diz jornal

Rede fundada pelo empresário João Appolinário em 1999 está hoje com dívidas superiores a R$ 352 milhões e tem fechado lojas em shoppings

Equipe InfoMoney

Loja da Polishop (Divulgação)

Publicidade

A rede varejista Polishop, em crise financeira e com dívida estimada em R$ 352,1 milhões, entrou com pedido de recuperação judicial. Segundo o jornal Valor Econômico, o pedido está na 2ª Vara de Recuperações Judiciais do Tribunal de Justiça de São Paulo e aguarda decisão. Caso o processo seja aprovado, a empresa terá suas dívidas congeladas por 180 dias e vai preparar um plano de reestruturação.

A Polishop já havia entrado no dia 3 de abril com pedido de tutela antecipada na 2ª Vara de São Paulo, alegando falta de documentos necessários para ajuizar o pedido de recuperação judicial.

A rede foi fundada pelo empresário João Appolinário em 1999 e chegou em seu auge a ter cerca de 250 lojas em todo o Brasil. Os problemas financeiros se avolumaram nos últimos anos, especialmente após a pandemia, pela dificuldade de pagar aluguéis nos shoppings. O número de lojas hoje está em cerca de 120.