Conteúdo editorial apoiado por

Nokia revela assistente de IA para trabalhadores de fábricas

Ferramenta servirá para gerar comunicações em tempo real com funcionários

Reuters

Publicidade

(Reuters) – A Nokia revelou nesta quarta-feira (14) uma ferramenta alimentada por inteligência artificial (IA) que gera mensagens para trabalhadores de fábricas, incluindo avisos sobre máquinas defeituosas com base em dados em tempo real e formas recomendadas de aumentar a produção industrial.

A ferramenta, “MX Workmate”, expandirá a tecnologia de comunicação existente da Nokia usada por clientes industriais, aproveitando modelos generativos de linguagem grande (LLMs) de IA para escrever textos semelhantes aos humanos, disse a empresa em um comunicado.

Isso poderá incluir avisos antecipados sobre falhas de máquinas, juntamente com ações recomendadas para reparos, soluções para aumentar a qualidade e as taxas de produção ou lidar com acidentes em fábricas, disse Stephane Daeuble, chefe de marketing de soluções empresariais da Nokia, à Reuters.

A empresa com sede na Finlândia já fornece tecnologia 4G e 5G que permite comunicações internas ou ajuda indústrias a conectarem-se a dados de sensores de máquinas, entre outros usos.

“Agora a ideia é que tenhamos um assistente que ajude o trabalhador a entender todos esses dados”, disse Daeuble, acrescentando que a Nokia está lançando a ferramenta enquanto os fabricantes enfrentam a escassez de pessoal qualificado.

Tornada popular no ano passado pelo ChatGPT, a IA generativa pode criar conteúdo semelhante ao humano e, embora a sua regulamentação esteja em fase inicial, muitos especialistas dizem que pode levantar questões legais ou éticas.

A ferramenta da Nokia está em conformidade com os regulamentos de tecnologia operacional (TO), mas pode levar algum tempo para que as empresas confiem na tecnologia “olhada para o futuro”, que primeiro precisa de testes e ajustes adequados para funcionar em todos os setores, disse Daeuble.

Embora alguns aspectos ainda estejam em fase de pesquisa, incluindo o combate à alucinação por IA, a ferramenta “precisa ser precisa, clara e correta. E precisa ser rastreável e moderada”, disse ele, acrescentando que haveria salvaguardas iniciais, como uma pessoa validando as requisições do usuário de IA.

“Talvez um ano, um ano e meio, antes de vermos a primeira implementação real”, disse ele.

A Nokia apresentará as primeiras versões da ferramenta no Mobile World Congress, em Barcelona, ​​no final de fevereiro.

(Reportagem de Olivier Sorgho)

IM Business

Newsletter

Quer ficar por dentro das principais notícias que movimentam o mundo dos negócios? Inscreva-se e receba os alertas do novo InfoMoney Business por e-mail.

Preencha o campo corretamente!
E-mail inválido!
Preencha o campo corretamente!
Preencha o campo corretamente!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.