Conteúdo editorial apoiado por

Dasa prepara CRI de R$ 1,7 bilhão

Recursos serão destinados para o pagamento de aluguéis de imóveis

Rikardy Tooge

Publicidade

A securitizadora Vert começou a prospectar investidores para uma emissão de R$ 1,7 bilhão em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) para a Dasa – caso o lote adicional seja efetivado, o valor da operação poderá chegar a R$ 2,14 bilhões.

De acordo com o prospecto registrado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), os recursos da transação serão destinados para o pagamento de aluguéis de 37 imóveis em que parte da sua rede de hospitais e laboratórios opera.

Na prática, a Dasa emitirá uma debênture com destinação para o pagamento dos aluguéis. Esse título deverá ser lastreado às matrículas dos imóveis alugados, com a empresa comprovando que os recurso foram utilizados para este fim. A operação por meio de CRI permite às companhias prazos e condições melhores, uma vez que o CRI é isento para investidor pessoa física.

A operação será feita em cinco séries, com vencimentos a partir de 2029 na primeira até 2034 na última. A taxa de remuneração é de CDI + 1,63% na primeira tranche até 7,25% ao ano na última série.

Hospital Nove de Julho, em São Paulo, da Dasa (Divulgação)

Esse é mais um movimento da Dasa em busca de reforço à sua estrutura de capital. Em abril do ano passado, a companhia levantou R$ 1,67 bilhão em uma oferta subsequente de ações (“follow-on”), capitaneada pela família Bueno, controladora da empresa. No mês passado, a Dasa fez uma emissão de R$ 1,3 bilhão em debêntures para o pagamento de uma série anterior.

A companhia encerrou o terceiro trimestre de 2023 com dívida líquida de R$ 8,97 bilhões, com a alavancagem em 3,84 vezes o Ebitda. No mesmo período, a Dasa registrou prejuízo líquido de R$ 183 milhões.

Procurada, a Dasa não comentou.

IM Business

Newsletter

Quer ficar por dentro das principais notícias que movimentam o mundo dos negócios? Inscreva-se e receba os alertas do novo InfoMoney Business por e-mail.

Preencha o campo corretamente!
E-mail inválido!
Preencha o campo corretamente!
Preencha o campo corretamente!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Rikardy Tooge

Repórter de Negócios do InfoMoney, já passou por g1, Valor Econômico e Exame. Jornalista com pós-graduação em Ciência Política (FESPSP) e extensão em Economia (FAAP). Para sugestões e dicas: rikardy.tooge@infomoney.com.br