Conteúdo editorial apoiado por

China diz que nunca usa subsídios proibidos pela OMC em veículos elétricos

As montadoras chinesas estão produzindo grandes quantidades de carros elétricos com preços baixos que alguns na indústria temem que possam prejudicar os grandes fabricantes dos EUA

Reuters

Publicidade

(Reuters) – A China nunca faz uso de subsídios para veículos elétricos que tenham sido proibidos pela Organização Mundial do Comércio (OMC), disse um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores nesta quinta-feira (6).

As montadoras chinesas estão produzindo grandes quantidades de carros elétricos com preços baixos que alguns na indústria temem que possam prejudicar os grandes fabricantes de automóveis dos Estados Unidos.

“Os produtos de energia nova da China, incluindo os veículos elétricos, são amplamente populares no mercado internacional”, disse Mao Ning, o porta-voz, a jornalistas. “Eles são o resultado dos efeitos combinados das vantagens comparativas e das leis de mercado.”

Continua depois da publicidade

BYD Dolphin (Reprodução/ BYD Dolphin)

Os comentários foram feitos em resposta a uma pergunta sobre as falas do presidente dos EUA, Joe Biden, de que a China fornece subsídios para inundar o mercado norte-americano com veículos elétricos.

Os subsídios não podem compensar a competitividade industrial, disse Mao, acrescentando: “Não há subsídios proibidos estipulados pela OMC.”

Os produtos de energia nova são o resultado dos esforços das empresas, não dos subsídios do governo, acrescentou Mao. “No ano passado, a China exportou apenas 13 mil veículos elétricos para os EUA. Como eles podem inundar o mercado dos EUA?”

Continua depois da publicidade

Biden prometeu aumentar tarifas sobre produtos chineses de vários setores, com medidas como quadruplicar taxas de importação de carros elétricos para mais de 100%, enquanto dobra as taxas sobre chips para 50%.