Conteúdo editorial apoiado por

Apple sem IA parece mais Coca-Cola do que tecnologia de alto crescimento

Expansão das receitas da Apple está estagnada e ações apresentam desempenho inferior ao do Nasdaq 100

Bloomberg

Publicidade

Por duas décadas, nenhuma empresa incorporou melhor a promessa do mercado de ações do que a Apple Inc. Sua transformação de uma fabricante de computadores de nicho para a corporação mais valiosa do planeta tornou suas ações uma pedra angular dos portfólios de investimento ao redor do mundo. Mas, num piscar de olhos, o brilho da Apple está começando a desaparecer. A inteligência artificial é agora a história na tecnologia, impulsionando o tipo de crescimento que a empresa esperava anteriormente das vendas de seus dispositivos e serviços a consumidores ávidos globalmente.

Isso coloca os investidores da Apple num dilema. Sua expansão de receita está estagnando, e a ação está desempenhando pior que o Nasdaq 100 por cerca de 16 pontos percentuais – pior desempenho para início de ano desde 2013. A empresa ainda gera receitas massivas, mas se isso pode continuar aumentando no ritmo que os investidores esperavam é uma questão em aberto. Os executivos da Apple dizem ter grandes planos para a IA, o que os otimistas esperam que ajude a reviver o crescimento. Mas até agora é difícil medir suas perspectivas.

Tudo isso faz os investidores se perguntarem: se os sonhos de IA da Apple não se materializarem, qual é hoje o papel das suas ações?

“Elas se tornaram mais uma ação de valor, um pouco como a Coca-Cola,” disse Phil Blancato, CEO da Ladenburg Thalmann Asset Management e estrategista chefe de mercado na Osai. “Tudo o que você quer é que te ofereçam um perfil defensivo e retornos nas taxas de mercado no futuro próximo, até que tenham um novo catalisador.”

A Apple continua sendo a máquina de fazer dinheiro confiável que sempre foi. É certamente um rolo compressor de fluxo de caixa favorável aos acionistas e um porto seguro com um balanço patrimonial à prova de balas. 

“Se você é um investidor de longo prazo que realmente gosta de um crescimento sólido e estável, do tipo anuidade, com margens crescentes, melhorando a lucratividade e um negócio que gera quantias significativas de caixa e ainda tem muitas pistas de inovação, achamos que a Apple é um ótimo lugar para se estar”, disse Kevin Walkush, gerente de portfólio da Jensen Investment Management.

Mas os investidores que procuram entrar no próximo grande mercado em crescimento voltaram a sua atenção para a IA. A Nvidia Corp. está assumindo o lugar da Apple como gigante da tecnologia devido à demanda aparentemente insaciável por chips usados ​​para alimentar grandes modelos de linguagem.  

Aniquilação de Avaliação

A Apple caiu mais de 10% este ano, apagando cerca de US$ 330 bilhões em valor de mercado, e cedendo sua posição como a empresa mais valiosa do mundo para a Microsoft Corp., cuja incorporação do ChatGPT em produtos como seu software Office está começando a impulsionar o crescimento da receita. A Microsoft agora tem um valor de mercado de quase US$ 3,1 trilhões contra US$ 2,7 trilhões da Apple. A Nvidia, cuja receita e lucros dispararam em meio a uma corrida armamentista por poder de computação em IA, não fica muito atrás, a US$ 2,2 trilhões.

O problema não é tanto que a Apple parou de crescer de repente, isso já vem acontecendo há algum tempo — sua receita diminuiu em todos os trimestres do seu último ano fiscal, mesmo enquanto as ações batiam recordes. O problema é que a empresa não mostrou nada sobre IA num momento em que as vendas de iPhones estão lentas e a empresa enfrenta crescentes ameaças regulatórias.

“Estamos passando por uma onda incrível de inovação,” disse Mark Lehmann, CEO da Citizens JMP Securities. “O mercado está te dizendo que a Apple tem muito a provar aqui e até agora não mostrou muito.”

Notoriamente sigilosa, a Apple revelou pouco sobre seus planos de incorporar serviços de IA em seus produtos. O CEO Tim Cook prometeu que a Apple iria “abrir novos caminhos” em IA este ano e os profissionais do mercado estão esperando grandes notícias na conferência anual de desenvolvedores de software da empresa nos próximos meses. No entanto, muitos investidores estão perdendo a paciência e se voltando para ações com um caminho mais claro em IA.

No centro dos problemas da Apple está o desaparecimento do crescimento das receitas e não está claro o que irá alimentá-la, se é que há alguma coisa. Não se espera que a primeira grande nova categoria de produtos da empresa em quase uma década, o headset Vision Pro, contribua significativamente para o crescimento durante anos. A Apple recentemente desligou seu longo esforço para construir um carro elétrico. Ao mesmo tempo, as receitas do iPhone estagnaram e as vendas na China caíram num contexto de economia fraca e maior concorrência.

Leia também:

Pressões Regulatórias

Além disso, a Apple está enfrentando pressão crescente de reguladores. No início deste mês, a Apple foi multada em cerca de US$ 2 bilhões pela União Europeia por uma investigação sobre alegações de que bloqueou concorrentes de streaming de música em suas plataformas. Nos EUA, o Departamento de Justiça parece perto de abrir um processo antitruste após cinco anos de trabalho na construção de um caso alegando que a Apple impôs limitações de software e hardware a iPhones e iPads para impedir a concorrência de rivais.

As vendas no ano fiscal de 2023 caíram 3% e são projetadas para subir apenas 2% no ano corrente, segundo dados compilados pela Bloomberg. Em comparação, a receita expandiu a um ritmo de 33% em 2021. Enquanto isso, as vendas da Nvidia são projetadas para saltar 79% e as da Microsoft 15% nos respectivos anos fiscais atuais.

Nos últimos anos, a Apple comandou uma avaliação premium comparável à da Microsoft. Dois anos atrás, quando as ações tecnológicas foram fortemente atingidas, as ações se sustentaram muito melhor do que as de seus pares. Mas isso não é mais o caso. A Apple está avaliada em cerca de 25 vezes os lucros projetados para os próximos 12 meses, abaixo dos cerca de 30 vezes do último verão (no hemisfério norte). Isso é semelhante à avaliação da Walmart Inc. Enquanto isso, a Microsoft está avaliada em 32 vezes e a Nvidia em 35 vezes.

Dito isso, a Microsoft negociando a um recorde pode realmente oferecer um bom exemplo do potencial de longo prazo da Apple. Quando Satya Nadella assumiu a empresa em 2014, era uma fabricante de software com uma mentalidade do século XX e uma ação estagnada. Agora está em todo lugar, da nuvem à IA, e sua ação está em alta.

“Todos têm que se reinventar, e isso apenas mostra o quão rápida é a revolução na tecnologia,” disse Lehmann da Citizens JMP. “A Microsoft finalmente começou a andar, mas levou 15 anos para descobrir isso.”

Apesar do desempenho sombrio deste ano, é fácil argumentar que as ações da Apple estão prestes a se recuperar e que é muito cedo para excluí-las da corrida pela IA. A empresa tem mais de US$ 170 bilhões em caixa em seu balanço e espera-se que seu lucro líquido ultrapasse US$ 100 bilhões este ano. Isso dá à Apple recursos incomparáveis ​​para entrar em novos mercados e ainda devolver dinheiro aos acionistas através de dividendos e recompra de ações.

“É difícil não comparar com o que está em alta no momento”, disse Walkush, da Jensen Investment Management. “Se você tirasse a IA de cena agora, e o sensacionalismo, as pessoas olhariam para a Apple de forma diferente? Acho que sim.”

© 2024 Bloomberg L.P.

IM Business

Newsletter

Quer ficar por dentro das principais notícias que movimentam o mundo dos negócios? Inscreva-se e receba os alertas do novo InfoMoney Business por e-mail.

Preencha o campo corretamente!
E-mail inválido!
Preencha o campo corretamente!
Preencha o campo corretamente!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.