Conteúdo editorial apoiado por

Acionistas barram venda da australiana Origin para a Brookfield por US$ 12,8 bilhões

Proposta contou com apoio de 69% dos investidores, abaixo do mínimo estabelecido, de 75%

Bloomberg

Publicidade

Os acionistas da australiana Origin Energy rejeitaram por uma estreita margem uma oferta de aquisição da Brookfield por US$ 12,8 bilhões, frustrando a busca do fundo, que há um ano está atrás de fechar negócio com a companhia.

Os resultados preliminares mostraram que cerca de 69% dos votos foram a favor do acordo, abaixo do limite exigido de três quartos (75%) dos votos expressos, disse o presidente da Origin, Scott Perkins, em uma reunião em Sydney na segunda-feira (4). “Como resultado, a Origin continuará como uma empresa independente listada na ASX”, disse ele.

O maior investidor da Origin, AustralianSuper, que detém cerca de 17% da empresa, opôs-se à oferta, considerando-a demasiado baixa, bloqueando efetivamente as perspectivas de aquisição. “O valor e o valor futuro da Origin são melhores nas mãos dos membros e de outros acionistas, em vez de num consórcio de capital privado que procura obter um retorno rápido”, afirmou o fundo de pensões num comunicado.

Fachada da Origin Energy, em Melbourne, Austrália (Carla Gottgens/Bloomberg)

A Brookfield e a EIG Global Energy Partners, que fizeram uma primeira oferta em novembro do ano passado, revisaram sua proposta no mês passado. O conselho da Origin apoiou a proposta, embora na semana passada tenha rejeitado uma sugestão de transação alternativa segundo a qual a Brookfield pagaria A$ 12,3 bilhões pelos negócios de geração e varejo de energia da empresa.

A Brookfield não comentou imediatamente e disse na semana passada que estudaria as implicações da nova política energética australiana antes de fazer qualquer nova proposta.

A rejeição da transação ameaça abrandar as tentativas da Austrália de acelerar a adição de parques solares e eólicos, à medida que as antigas centrais a carvão são encerradas. A Brookfield havia prometido investir até A$ 30 bilhões ao longo de 10 anos na Origin e mais que triplicar a capacidade planejada de geração de energia limpa da concessionária.

O AustralianSuper está aberto a fornecer capital para ajudar na transição do Origin, disse o fundo em seu comunicado, reiterando uma promessa anterior.

IM Business

Newsletter

Quer ficar por dentro das principais notícias que movimentam o mundo dos negócios? Inscreva-se e receba os alertas do novo InfoMoney Business por e-mail.

Preencha o campo corretamente!
E-mail inválido!
Preencha o campo corretamente!
Preencha o campo corretamente!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.