Blog InfoMoney

Investimentos Internacionais

Em blogs / investimentos / investimentos-internacionais

Tesla - o fim está próximo?

John Thompson, um dos hedge fund managers mais bem sucedidos do nosso tempo, escreveu sobre Tesla dizendo que os preços das ações devem derreter nos próximos 3 a 6 meses e que a empresa está à beira da bancarrota, como eu disse no post do mês passado. Não gosto de tentar cravar o timing de eventos como este, mas tudo indica que o fim está realmente próximo.

Elon Musk, CEO da Tesla Motors
(Mario Anzuoni/Reuters)

No dia 7 de março, escrevi um post sobre Tesla, mencionando que estamos vendidos na empresa, por meio de puts, e que esperamos um cenário bem difícil pela frente, até mesmo possibilidade de quebra da empresa.

Acredito no setor de carros elétricos e acho mesmo que ele represente o futuro dos veículos, mas tudo tem seu preço e o das ações da Tesla está caro demais.

Na análise mais detalhada que fiz no blog da L2 Capital (https://l2capital.com.br/pt/tesla-yet-again/), mencionei também a absurda compensação do seu CEO, Elon Musk, que foi aprovada há alguns dias. De acordo com ela, Musk pode levar para casa inéditos US$5 bilhões por ano – mais do que todos os CEOs das empresas no S&P500 juntos! Isso mesmo, Musk pode se tornar o CEO mais bem pago do mundo – e de longe, muito longe!

Isso, mesmo levando em conta que ele não é CEO em horário integral (ele ainda está envolvido em vários projetos diferentes, como The Boring Company, SpaceX, etc) e que sua empresa queima bilhões de dólares em caixa todos os anos. Imagina qual seria sua compensação se ele fosse CEO full time e se a empresa fosse lucrativa... Esse tipo de insanidade é coisa que só vemos no topo dos mercados – e esse pode ser um deles.

John Thompson, um dos hedge fund managers mais bem sucedidos do nosso tempo, escreveu sobre Tesla dizendo que os preços das ações devem derreter nos próximos 3 a 6 meses e que a empresa está à beira da bancarrota, como eu disse no post do mês passado. Não gosto de tentar cravar o timing de eventos como este, mas tudo indica que o fim está realmente próximo.

Isso, porque, segundo ele, a empresa não está conseguindo fabricar e entregar o Model 3, existe uma queda na demanda pelos modelos S e X, o valuation está nas alturas, as finanças totalmente deterioradas e a empresa precisará levantar mais capital com urgência.

Thompson não parou por aí. Ele também mencionou que existe uma possibilidade muito alta de seus bonds sofrerem mais um downgrade pela Moody´s, de B- para CCC (provável default). Isso implicaria em problemas com os fornecedores, que, por exemplo, passariam a exigir pagamento na entrega, o que dificultaria ainda mais a situação da empresa, uma queda no apetite para risco do mercado e uma suspeita de práticas contábeis fraudulentas.

As ações já caíram mais de 10% desde o meu call no dia 7, mas ainda acho que a empresa está muito mal precificada. Repiques no preço da ação são esperados, quase nada sobe ou cai em linha reta, mas continuo negativo com relação à empresa. Apesar da minha convicção, devo reiterar que Isso não é uma recomendação de investimento, somente a expressão do meu ponto de vista.

Importante: As opiniões contidas neste texto são do autor do blog e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney.

 

perfil do autor

InfoMoney Blogs

Marcelo López

Marcelo López tem certificação CFA, é gestor de recursos na L2 Capital Partners, com MBA pelo Instituto de Empresa (Madrid, Espanha) e especialização em finanças pela principal escola de negócios da Finlândia (Helsinki School of Economics and Business Administration). Atuou como Gestor de Carteiras e de Fundos em grandes gestoras internacionais, tais como London & Capital e Gartmore Investment Management.

Contato