Blog InfoMoney

Terraço econômico

Em blogs / economia-e-politica / terraco-economico

Dez gráficos para entender a pindaíba da economia brasileira

O Terraço Econômico traz 10 gráficos que mostram a pindaíba que está a economia brasileira! Se a crise é desmentida por alguns, os fatos e dados parecem sugerir que ela nunca esteve tão evidente.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores.

Joaquim Levy
( José Cruz/ Agência Brasil)

Todo dia se ouve uma nova manchete: "Previsão do crescimento do PIB cai novamente...", "Inflação bate novo recorde..." ou "Dívida bruta cresce rapidamente e ameaça o investment grade...". São infinitos os dados ruins que são despejados sobre nossas cabecinhas diariamente. Então decidi escolher 10 gráficos pra visualizarmos melhor a balburdia econômica em que estamos metidos. Sim, eu poderia ter usado mais gráficos, menos gráficos ou outros gráficos. Mas o espaço é curto e a situação econômica é grave.

1) Chega de conversa e vamos para o primeiro escolhido da noite: O PIB acumulado dos últimos 12 meses. O gráfico diz tudo, e o ultimo boletim focus (03/08/2015) traz que a expectativa média do mercado, é de que a retração seja de 1,5%. Estamos acelerando rumo ao abismo.

5
Fonte: Banco Central do Brasil; Elaboração própria

 

2) O próximo convidado é a variação trimestre a trimestre do investimento, que nada mais é que o consumo produtivo das firmas, se tem investimento a produção aumenta e o efeito é positivo sobre o PIB. Caso não tenha, bom o gráfico acima já mostrou o que acontece né?

9
Fonte: Banco Central do Brasil; Elaboração própria

 

3)Esse é o gráfico do momento, o mais falado, praticamente uma vedete da televisão brasileira, não tem uma semana que ela não apareça nos telejornais, sim é ela, a inflação acumulada! E aqui trazemos nas versões preços livres e administrados. Sendo que o último anda lá em cima, muitíssimo acima do teto da meta (6,5%a.a.) . Lembrando que o governo soltou todos os reajustes de preços administrados agora no primeiro semestre de 2015, ou você já se esqueceu que a luz está na tarifa vermelha?

INFLAÇÃO TROCAR
Fonte: Banco Central do Brasil e ITAÚ BBA; Elaboração própria

 

4) E o emprego? Ano passado o crescimento do PIB foi levemente negativo e ainda sim o país continuou no pleno emprego. Calma, a maré virou e o saldo entre admissões e demissões vem sendo negativo mês a mês em 2015, com perspectiva de piora até o final do ano.

7
Fonte: Banco Central do Brasil; Elaboração própria

 

5) Rapaz que pindaíba hein, pelo menos a gente pode ir na Disney curtir o Mickey e relaxar um pouco! Não, o dólar também entrou na dança e disparou em 2015! Do começo do ano até agora, o real já desvalorizou 30%! Tanto quanto seus planos de ir ver o Pato Donald.

4
Fonte: Banco Central do Brasil; Elaboração própria

 

6) E a balança comercial? Aquele saldo bacana entre o que a gente exporta e importa? Afinal de contas foi o grande aumento das exportações que nos trouxe até os anos dourados (2010-2012). Calma que ela também tá mal, mas parece que a boa notícia é que o dólar lá em cima deve dar uma aliviada para ela em 2015, dando um fôlego para as nossas exportações.

8
Fonte: Banco Central do Brasil; Elaboração própria

 

7) Mas como a gente veio parar nessa bagunça toda? Hmmmm, é uma boa pergunta. E um dos principais componentes foi a irresponsabilidade fiscal do governo Dilma-1. O gráfico abaixo mostra o quanto maior foi o crescimento dos gastos (em pontos percentuais do PIB) governamentais de Dilma, quando comparada aos três mandatos anteriores.

2
Fonte: Banco Central do Brasil; Elaboração própria

 

8)E no desespero de reanimar a fraca economia, o governo concedeu diversos benefícios discricionários, leia-se desonerações fiscais, o que derrubou a receita do governo. E como os gastos não foram contidos a situação piorou muito desde de 2014, quando os gastos cresceram e a receita despencou.

1
Fonte: Secreatia do Tesouro Nacional; Elaboração própria

 

9) Como consequência do baixo desempenho fiscal do governo nos últimos 2 anos, a dívida pública sentiu e se expandiu vigorosamente, chegando a patamares que colocam em risco o nosso investment grade, que nada mais é que um selo de garantia sobre os títulos brasileiros.

3
Fonte: Banco Central do Brasil; Elaboração própria

 

10) "Amanhã vai ser outro dia..." Não vai não, as expectativas para 2016 também já são de retração do PIB, e a cada boletim focus que passa a coisa só afunda...

10
Fonte: Banco Central do Brasil; Elaboração própria

 

Triste não é? Sim, eu espero que no futuro eu possa fazer "10 gráficos que mostram a vigorosa recuperação do Brasil". Por enquanto ficamos estarrecidos vendo o barco ir correnteza abaixo...

Um abraço!

victor

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores.

 

perfil do autor

InfoMoney Blogs

E-mailterracoeconomico@
gmail.com

Terraço Econômico

O Terraço Econômico é um espaço para discussão de assuntos que afetam nosso cotidiano, sempre com uma análise aprofundada (e irreverente) visando entender quais são as implicações dos mais importantes eventos econômicos, políticos e sociais no Brasil e no mundo. A equipe heterogênea possui desde economistas com mestrados até estudantes de economia. O Terraço é composto por: Alípio Ferreira Cantisani, Arthur Solowiejczyk, Lara Siqueira de Oliveira, Leonardo de Siqueira Lima, Leonardo Palhuca, Victor Candido e Victor Wong.

Quer dicas exclusivas?

Preencha os campos abaixo e receba dicas e conteúdos exclusivos do blog Terraço econômico

Contato