Blog InfoMoney

Moeda na era digital

Em blogs / cambio / moeda-na-era-digital

Fidelity Digital Assets, um novo gigante no mercado de criptoativos

Na última segunda-feira, dia 15 de outubro, a Fidelity Investments -- uma gigante do mercado financeiro americano com US$ 7,0 trilhões de ativos sob gestão -- anunciou sua mais recente iniciativa: a Fidelity Digital Assets, uma empresa voltada a atender clientes institucionais com soluções profissionais de execução e custódia de ativos digitais.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores.

Bitcoin
(Shutterstock)

Na última segunda-feira, dia 15 de outubro, a Fidelity Investments -- uma gigante do mercado financeiro americano com US$ 7,0 trilhões de ativos sob gestão -- anunciou sua mais recente iniciativa: a Fidelity Digital Assets, uma empresa voltada a atender clientes institucionais com soluções profissionais de execução e custódia de ativos digitais.

A história da Fidelity com Bitcoin e criptoativos não é nova. Em 2015, a empresa passou a permitir que seus clientes adquirissem cotas de um fundo de Bitcoin, o GBTC do Bitcoin Investment Trust, por meio de sua plataforma. Naquele mesmo ano, a Fidelity Charitable passou a aceitar doações em Bitcoin.

Em 2017, a Fidelity integrou seus sistema com a Coinbase, possibilitando que seus clientes visualizassem os portfolios de investimento considerando os ativos digitais mantidos na exchange americana.

E numa das principais palestras da Consensus 2017 (evento da Coindesk), a CEO da Fidelity, Abby Johnson, anunciou as diversas frentes de pesquisa e desenvolvimento com a tecnologia do blockchain.

Como divulgado no seu blog, intitulado “The Journey from Idea to Market”, a Fidelity Digital Assets nasceu de uma ideia incubada dentro da Fidelity Labs, um laboratório de inovação para que novos produtos e serviços possam ser testados.

A visão da Fidelity Digital Assets é “construir soluções profissionais que atenderão a demanda de grandes clientes institucionais”. Inicialmente, sua plataforma oferecerá suporte para Bitcoin e Ethereum.

Sem dúvida alguma, é mais um grande sinal do amadurecimento e profissionalização do mercado de criptoativos, seguindo a tendência do anúncio da Bakkt, a startup da InterContinental Exchange (ICE, dona da New York Stock Exchange), que deve começar a operar em novembro deste ano.

Quer investir em Bitcoin com taxa ZERO e atendimento 24 horas? Clique aqui e abra sua conta na XDEX

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores.

 

perfil do autor

InfoMoney Blogs

Fernando Ulrich

Fernando Ulrich é Analista-chefe da XDEX, mestre em Economia pela URJC de Madri, com passagem por multinacionais, como o grupo ThyssenKrupp, e instituições financeiras, como o Banco Indusval & Partners. É autor do livro “Bitcoin – a Moeda na Era Digital” e Conselheiro do Instituto Mises Brasil

Quer dicas exclusivas?

Preencha os campos abaixo e receba dicas e conteúdos exclusivos do blog Moeda na era digital

Contato