Em bancoindusval

Banco Indusval lucra R$ 7,3 milhões no terceiro trimestre, queda de 2,2%

Em contrapartida, em comparação com o segundo trimestre deste ano, o saldo corresponde a aumento de 45,3%

SÃO PAULO - O banco Indusval (IDVL4) registrou lucro líquido de R$ 7,3 milhões no terceiro trimestre de 2011, equivalente a um recuo de 2,2% ante igual período de 2010. Em contrapartida, em comparação com o segundo trimestre deste ano, o saldo corresponde a aumento de 45,3%. O desempenho foi beneficiado, em parte, pelo resultado não operacional líquido de impostos de R$ 900 mil derivado da venda de imóveis e bens não de uso.

A carteira de crédito do banco alcançou R$ 2,095 bilhões, expansão de 22,7% sobre um ano antes. O índice de inadimplência superior a 60 dias foi de 6,3% da carteira, redução de 0,5 ponto percentual sobre os três meses encerrados em junho, mas 2,6 pontos percentuais acima do ano passado. Nos atrasos superiores a 90 dias, o índice passou de 6,3% para 4,1% no confronto entre trimestres, um recuo de 2,2 pontos percentuais. No terceiro trimestre de 2010, a taxa havia sido de 2,5%.

Por sua vez, as despesas com provisões para devedores duvidosos atingiram R$ 13,8 milhões, aumento de 21% em relação ao terceiro trimestre de 2010 e de 801,2% contra o segundo trimestre de 2011.

Indicadores de desempenho
O índice de Basileia do Indusval terminou o terceiro trimestre em 21,1%, 1,2 ponto percentual superior ao índice do terceiro trimestre de 2010. Já o índice de eficiência atingiu 71,2% de julho a setembro, 11,2 ponto percentual maior ao resultado de igual intervalo do calendário passado.

Cabe lembrar que, em março, o banco recebeu o aporte de R$ 200 milhões do fundo norte-americano Warburg Pincus e do banqueiro Jair Ribeiro, passando a se chamar Banco Indusval Partners (BIP).

 

Contato