Em onde-investir / renda-fixa

Investir em imóvel para alugar é "perda fixa", atesta especialista

O investimento em imóveis é um dos preferidos dos brasileiros

SÃO PAULO – O investimento em um imóvel para alugar ou lucrar com sua valorização é uma das aplicações preferidas dos brasileiros que têm um dinheiro sobrando. No entanto, essa é a melhor aplicação que pode ser feita? Se o investidor acredita que o imóvel vai se valorizar bastante ao longo do tempo, sim. Caso, contrário, é difícil o aluguel ser uma boa opção, uma vez que a rentabilidade dele costuma ser bem mais fraca do que a de aplicações de renda fixa, de acordo com Bruno Setti, sócio da Criteria Investimentos.

Você tem dúvidas sobre como organizar suas finanças? Quer investir melhor? Cadastre-se gratuitamente no Ganhe Mais  

“Hoje, a renda de uma locação de um imóvel, deixa liquido após custos e impostos por volta de 0,3% ao mês, isto é menos que a poupança (0,5% + TR). Quando temos investimentos com baixo rendimento, como o aluguel 0,3% e a poupança 0,5% + TR, temos o que chamamos de juro real negativo”, explica o especialista.

Juro real é o que se lucra com os investimentos acima da inflação. O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) dos últimos doze meses ficou em 9,56%, acima dos rendimentos anuais do aluguel e da poupança, relata Bruno. “Se nosso rendimento rende menos que a inflação, significa que estamos tendo uma perda fixa do nosso poder de compra e não uma geração de renda fixa”, afirma.

Bruno ainda destaca que, comparando com um bom título de renda fixa, que pode trazer uma rentabilidade de 1% a 1,4%, a diferença no rendimento é de 400%. Entre os investimentos, ele destaca os CDB (Certificados de Depósito Bancário) como opção. “A renda em títulos privados e até mesmo públicos, é consideravelmente maior que a renda obtida pelo aluguel”, relata.

Para Bruno, o investimento em imóveis é uma boa opção quando a renda fixa deixa menos lucro ao investidor, o que acontece quando a taxa básica de juros é menor. Investir em imóveis também é vantagem quando “encontramos um imóvel muito bem alugado com um rendimento líquido acima de 1% ao mês ou uma oportunidade única onde o proprietário teve que se desfazer do imóvel com pressa muito abaixo do preço de mercado, fora estes casos não faz sentido investir em um imóvel para rendimento e valorização frente aos investimentos em renda fixa privada”, aponta.

Mesmo em relação à valorização, Eric Trevisani, planejador financeiro da Keter Investimentos, relata que muitos investidores não sabem avaliar bem o potencial de valorização de um imóvel. Além disso, o especialista também destaca que alocar excessivamente em um setor, como o de imóveis, pode acarretar problemas também. “Em uma crise imobiliária, essa pessoa vai perder muito”, atesta. Muitos investidores ainda não levam em conta os gastos com manutenção do imóvel e ainda os impostos que envolvem transações imobiliárias.

Você está investindo bem seu dinheiro? Faça o teste aqui

Contato