Em negocios / como-vender-mais

Uber anuncia série de mudanças em serviço, como redução do tempo para cancelar corrida de graça

A primeira das mudanças será a possibilidade de os motoristas receberem gorjetas através do aplicativo

Uber - Bloomberg
(Andrew Harrer)

SÃO PAULO – Nesta terça-feira (20), a Uber anunciou uma série de mudanças que serão implementadas pelos próximos 180 dias que têm como objetivo melhorar o relacionamento com seus colaboradores. Em e-mail enviado para os motoristas parceiros dos Estados Unidos, eles explicam que essas mudanças atendem aos pedidos dos motoristas.

A primeira das mudanças será a possibilidade de os motoristas receberem gorjetas através do aplicativo. Ela está disponível para motoristas da Uber e UberEATS das cidades de Seattle, Minneapolis e Houston a partir desta terça feira e, até o final de julho, estará disponível para motoristas de todos os Estados Unidos.

No total, oito mudanças foram anunciadas, todas válidas somente para o mercado norte-americano. Entre elas, algumas das mais relevantes são: a redução da janela de tempo para cancelamento gratuito, que será reduzida de cinco para dois minutos; se o motorista esperar pelo passageiro no local pedido por mais de 2 minutos, uma taxa será cobrada do passageiro e paga ao motorista; os motoristas poderão indicar um destino pessoal e realizar corridas que sigam o mesmo caminho que fará ou que tenham destino próximo - esta já disponível para motoristas do Brasil; e outras. 

O InfoMoney procurou a Uber Brasil para saber se outros países receberão tais novidades em breve e a empresa respondeu que "estes produtos começarão a ser implementadas nos EUA, mas nosso foco é absolutamente global. Quase todas essas ferramentas estão sendo criadas e avaliadas em nível global e muitas delas - se não a maioria - estarão disponíveis em todo o mundo até o final do ano". 

Ao final do e-mail enviado aos motoristas, a Uber explicou também que “este é só o começo” das mudanças implantadas. Você pode conferir quais são no site da Uber.

Nesta quarta-feira (21), o CEO e fundador da Uber, Travis Lalanick, renunciou ao cargo após comunicar um afastamento por tempo indeterminado da posição. O motivo da renúncia é, segundo o executivo, problemas pessoais como o falecimento de sua mãe, mas também está relacionado aos escândalos que a empresa enfrentou nos últimos meses.

Contato